Carregando...

Complexo B para ansiedade funciona? Entenda a relação

O complexo B para ansiedade é um tema de grande interesse devido aos benefícios das vitaminas do complexo B na saúde mental. Essas vitaminas são essenciais para o funcionamento adequado do sistema nervoso e podem desempenhar um papel crucial na redução dos sintomas da mente. 

Integrar o complexo B na dieta pode ser uma estratégia eficaz para promover o bem-estar emocional e melhorar a qualidade de vida - e neste conteúdo você vai entender mais sobre o assunto.

Complexo B e a saúde mental

As vitaminas do complexo B são um grupo de nutrientes solúveis em água que desempenham um papel crucial no funcionamento adequado do nosso organismo. Elas incluem várias vitaminas individuais, como a B1 (tiamina), B2 (riboflavina), B3 (niacina), B5 (ácido pantotênico), B6 (piridoxina), B7 (biotina), B9 (ácido fólico) e B12 (cobalamina).

Cada uma das vitaminas do complexo B exerce funções específicas em nosso corpo, como ajudar na conversão de alimentos em energia, apoiar a função do sistema nervoso e contribuir para a saúde da pele, cabelo e olhos.

Vitaminas do complexo B e saúde mental também estão interligadas, já que muitas delas são cruciais na produção e regulação de neurotransmissores, substâncias químicas cerebrais responsáveis por transmitir sinais entre os neurônios.

Por exemplo, a vitamina B6 é fundamental na síntese de serotonina, um neurotransmissor associado ao bem-estar e ao humor. 

Benefícios do complexo B para ansiedade

Os benefícios das vitaminas do complexo B para a saúde mental são notáveis, pois diversos estudos mostram que elas ajudam a promover o bem-estar emocional e a prevenir distúrbios do humor. 

A seguir, detalhamos como essas vitaminas específicas podem contribuir para a saúde da mente:

1. Produção de neurotransmissores

As vitaminas do complexo B são fundamentais na síntese e regulação de neurotransmissores, substâncias químicas responsáveis pela comunicação entre os neurônios. De acordo com um estudo de 2022, a vitamina B6, por exemplo, desempenha um papel crucial na produção de serotonina, dopamina e norepinefrina, neurotransmissores que influenciam diretamente nosso humor, emoções e sensações de bem-estar. Manter níveis adequados dessas vitaminas é vital para uma mente equilibrada.

2. Redução do estresse e ansiedade

Afinal, complexo B ajuda na ansiedade e no estresse? A vitamina B5, também conhecida como ácido pantotênico, desempenha um papel importante na regulação de hormônios do estresse, como o cortisol. 

Ter níveis adequados de B5 ajuda a diminuir a resposta ao estresse do corpo, reduzindo os níveis de ansiedade e promovendo a calma mental, de acordo com a ciência.

Uma cartilha sobre equilíbrio emocional mencionou que “para baixar os níveis de cortisol, deve-se ingerir alimentos ricos em triptofanos e em fenilalanina (abóbora, agrião, alcachofra, arroz integral, brócolis, carne, couve-manteiga, frango, leite e derivados e ovos) e alimentos ricos em vitamina B5 (amêndoa, damasco, farinha de aveia, gérmen de trigo, leite e salmão).”

3. Melhora na função cognitiva e prevenção da depressão

A vitamina B12 é essencial para a saúde do sistema nervoso e ajuda na formação das bainhas de mielina que isolam os nervos. Isso melhora a condução dos impulsos nervosos, beneficiando a função cognitiva, a memória e a clareza mental.

Em relação à saúde mental, um estudo de revisão que investigou a relação entre a vitamina B12 e a depressão, verificou que iniciar a suplementação de B12 precocemente pode postergar o surgimento dos sintomas de depressão e potencializar os efeitos dos medicamentos antidepressivos.

4. Prevenção de doenças neurológicas

As vitaminas do complexo B desempenham papeis fundamentais na manutenção da saúde neurológica, atuando na produção de neurotransmissores e no suporte à integridade das células nervosas. 

A tiamina (B1), por exemplo, contribui para a estrutura e função das membranas celulares de neurônios e neuroglia, que são os principais componentes do sistema nervoso, conforme mostram estudos.

A deficiência em certas vitaminas do complexo B pode levar a distúrbios no funcionamento dos neurotransmissores, resultando em doenças neurológicas, como neuropatia periférica e demência, de acordo com artigos. Portanto, o consumo adequado de vitaminas do complexo B é essencial para um sistema nervoso saudável e funcional.

5. Promoção do sono de qualidade

A vitamina B9, ou ácido fólico, está relacionada à produção de melatonina, um hormônio que regula o ciclo do sono. Ter níveis adequados de ácido fólico pode contribuir para um sono melhor e mais reparador, essencial para a saúde mental.

6. Proteção contra danos oxidativos

Algumas vitaminas do complexo B, como a B2 e a B3, têm propriedades antioxidantes que ajudam a proteger as células cerebrais contra danos causados pelos radicais livres. Isso é importante para a prevenção de doenças neurodegenerativas e o envelhecimento saudável do cérebro.

 

Portanto, é importante estar atento aos sintomas de deficiência dessas vitaminas, pois reconhecer esses sinais precocemente pode fazer uma diferença significativa na manutenção de um cérebro saudável e equilibrado.

Como integrar o complexo B na dieta?

Integrar as vitaminas do complexo B na dieta é uma maneira eficaz de apoiar a saúde mental - e agora você já sabe disso. Aqui estão algumas dicas de como incorporar essas vitaminas em sua alimentação diária e através da suplementação:

Fontes alimentares de vitaminas do complexo B

  • vitamina B1 (tiamina): carnes magras, nozes, sementes, legumes e grãos integrais;
  • vitamina B2 (riboflavina): ovos, amêndoas, carnes magras, leite, vegetais verdes, como espinafre e brócolis;
  • vitamina B3 (niacina): frango, atum, salmão, amendoins, grãos integrais e leguminosas;
  • vitamina B5 (ácido pantotênico): abacate, iogurte, ovos, brócolis, batata-doce e cogumelos;
  • vitamina B6 (piridoxina): cereais integrais (aveia, arroz integral, quinoa, amaranto), batata, banana, frango e grão-de-bico;
  • vitamina B7 (biotina): ovos, amêndoas, amendoim, nozes, soja e cereais integrais;
  • vitamina B9 (ácido fólico): vegetais de folhas verdes escuras, leguminosas, frutas cítricas, arroz integral, pães e cereais fortificados;
  • vitamina B12 (cobalamina): carne, peixe, leite e derivados, ovos e, alimentos fortificados com B12.

Suplementação

Vários grupos, incluindo atletas, praticantes de atividades físicas intensas, gestantes, idosos e pessoas em recuperação pós-operatória, podem se beneficiar da suplementação desse complexo vitamínico.

A suplementação também pode ser indicada para indivíduos que seguem dieta vegana ou vegetariana, pois a vitamina B12, por exemplo, é encontrada apenas em alimentos de origem animal. 

No entanto, a suplementação de vitaminas e minerais deve ser orientada e supervisionada por um profissional médico ou nutricionista. Tanto a falta como o excesso de nutrientes pode ser prejudicial à saúde, por isso, uma análise prévia é necessária.

Aproveite e veja também

Outras dicas para controlar a ansiedade

Controlar a ansiedade envolve um conjunto de práticas que ajudam a manter a mente e o corpo em equilíbrio. Embora as vitaminas do complexo B possam contribuir para a saúde mental, elas não são suficientes por si só para evitar ou curar doenças mentais. Então, o que é bom para tirar a ansiedade? 

A seguir, apresentamos algumas dicas de como controlar a ansiedade de maneira eficaz:

Alimentação saudável

Incluir alimentos ricos em vitaminas do complexo B, como carnes magras, ovos, vegetais verdes, cereais integrais, nozes e sementes, pode ajudar a melhorar o funcionamento do cérebro. Uma dieta balanceada é essencial para fornecer os nutrientes necessários para o bem-estar emocional e mental.

Exercícios físicos

A prática regular de exercícios físicos é uma das maneiras mais eficazes de reduzir a ansiedade. Atividades, como caminhada, corrida, yoga e natação liberam endorfinas, que são neurotransmissores que promovem a sensação de bem-estar.

Técnicas de respiração

Praticar técnicas de respiração profunda pode ajudar a diminuir a ansiedade. Respirar lentamente e profundamente ativa o sistema nervoso parassimpático, responsável por induzir a sensação de relaxamento.

Meditação

A meditação é uma prática poderosa para acalmar a mente e uma forma de como aliviar o estresse. Dedicar alguns minutos do dia para meditar pode melhorar a saúde mental e ajudar a controlar a ansiedade.

Evitar substâncias estimulantes

Reduzir ou eliminar o consumo de cafeína e outras substâncias estimulantes pode ajudar a minimizar os sintomas de ansiedade. Bebidas, como café, chá preto e refrigerantes podem aumentar a ansiedade em algumas pessoas.

Organização

Manter um ambiente organizado e planejar as atividades do dia pode reduzir a sensação de sobrecarga e diminuir a ansiedade. A organização ajuda a ter uma visão clara das tarefas a serem realizadas, evitando o estresse desnecessário.

Higiene do sono

Ter uma boa higiene do sono é fundamental para a saúde mental. Estabelecer uma rotina regular de sono, evitar eletrônicos antes de dormir e criar um ambiente propício para o descanso podem melhorar a qualidade do sono e reduzir a ansiedade.

Terapia

Procurar a ajuda de um profissional de saúde mental, como um psicólogo ou psiquiatra, pode ser crucial para controlar e seguir o tratamento para ansiedade mais adequado. A terapia oferece estratégias personalizadas para lidar com os sintomas e melhorar a qualidade de vida.

Referências

Conteúdo escrito pela nutricionista Suelen Santos da Costa, CRN10 7816. Suelen é graduada pela Universidade Federal de Pelotas e possui Pós-Graduação em Nutrição Clínica Funcional pela VP Centro de Nutrição Funcional.

Você ganhou um super presente!

Olá, tudo bem? Seja bem-vindo(a) ao nosso oceano de superalimentos.

Você recebeu o convite de um amigo(a) para nutrir o seu corpo com os melhores ativos dos oceanos e da Terra.

Por isso, você ganhou R$50,00 de desconto no seu primeiro pedido.

Basta escolher os seus produtos e ver o seu desconto na etapa de pagamento. Qualquer dúvida fale com a nossa equipe através do chat.