Carregando...

Conheça 14 alimentos que melhoram a circulação sanguínea

A circulação sanguínea desempenha um papel fundamental na manutenção da saúde e vitalidade do nosso corpo. Um fluxo sanguíneo adequado não só fornece nutrientes essenciais e oxigênio para todas as células e tecidos, como também ajuda a remover resíduos e toxinas do organismo. 

Nesse contexto, a alimentação desempenha um papel crucial na promoção de uma circulação sanguínea saudável. 

A escolha dos alimentos certos pode não apenas melhorar a eficiência do sistema circulatório, mas também reduzir o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares e vasculares.

Neste artigo, exploraremos os alimentos que têm sido reconhecidos por seus efeitos benéficos na circulação sanguínea, destacando suas propriedades e benefícios para a saúde vascular. Ao compreender como os alimentos podem influenciar positivamente a circulação sanguínea, podemos adotar escolhas alimentares mais conscientes e direcionadas para promover uma saúde vascular ótima e duradoura.

A influência da alimentação na circulação

Nossa alimentação desempenha um papel crucial na saúde da circulação sanguínea, podendo tanto promover quanto prejudicar esse importante sistema do corpo. Uma dieta equilibrada, rica em alimentos bons para a circulação, pode auxiliar na prevenção e controle de diversas condições vasculares, como hipertensão arterial, diabetes, dislipidemia e obesidade

Mas qual alimentação para melhorar a circulação sanguínea é ideal? Um dos elementos-chave na promoção da circulação saudável é o óxido nítrico, uma molécula produzida pelo organismo que dilata os vasos sanguíneos, melhorando o fluxo de sangue. Alimentos ricos em arginina, citrulina e nitratos, como beterraba, espinafre e rúcula, estimulam a produção de óxido nítrico, promovendo assim, a vasodilatação e melhorando a circulação.

Além disso, compostos bioativos específicos têm o poder de agir diretamente nos problemas vasculares, ajudando a controlar sintomas e melhorar a saúde circulatória. Por exemplo: alimentos, como laranja, pimenta caiena, gengibre e alho possuem propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias que estimulam a circulação sanguínea, aliviando sintomas, como dor, cansaço e inchaço nas pernas.

É essencial incluir esses alimentos na dieta diária e, ao mesmo tempo, evitar aqueles que podem promover a má circulação, como os ricos em gorduras ruins, sal e açúcar. Manter-se hidratado também é fundamental para a circulação, pois a água favorece o fluxo sanguíneo, evitando a retenção de líquidos e combatendo a má circulação.

Ademais, consumir alimentos que ofereçam as vitaminas e minerais necessários contribui para manter a integridade dos vasos sanguíneos. Ao optar por uma alimentação balanceada e adequada, é possível não só melhorar a circulação, mas também promover uma saúde vascular mais robusta e prevenir complicações futuras.

Quais os alimentos que prejudicam a circulação?

Para manter a circulação sanguínea saudável, é crucial evitar o consumo excessivo de alimentos ricos em gorduras ruins, sal e açúcares. Esses elementos podem contribuir significativamente para problemas circulatórios e vasculares. 

Alguns dos alimentos que prejudicam a circulação sanguínea e devem ser consumidos com moderação incluem:

  • frituras: alimentos fritos tendem a ser ricos em gorduras saturadas e calorias vazias, que podem aumentar o colesterol e causar obstruções nos vasos sanguíneos;
  • alimentos industrializados: geralmente contêm altos níveis de gorduras trans e sódio  prejudiciais à saúde vascular;
  • doces: além de serem ricos em açúcares refinados, os doces podem causar picos de glicose no sangue, prejudicando a circulação a longo prazo;
  • massas com farinha branca: possuem um alto índice glicêmico, o que pode afetar negativamente a saúde cardiovascular quando consumidas em excesso;
  • refrigerantes: são carregados de açúcares, que podem contribuir para a resistência à insulina e problemas circulatórios;
  • alimentos muito salgados: o consumo excessivo de sal pode levar à retenção de líquidos e pressão alta, prejudicando a circulação sanguínea;
  • embutidos: são ricos em gorduras saturadas e sódio, que podem aumentar o risco de doenças cardiovasculares;
  • carnes gordurosas: carnes com alto teor de gordura saturada podem aumentar o colesterol LDL (mau colesterol) e contribuir para a formação de placas nas artérias.

É importante lembrar que esses alimentos podem ser consumidos ocasionalmente, desde que seja dentro de um padrão alimentar equilibrado e saudável, com moderação. Optar por uma dieta rica em frutas, vegetais, grãos integrais e proteínas magras pode ajudar a promover uma circulação sanguínea mais eficiente e proteger a saúde vascular a longo prazo.

Aproveite e veja também

14 alimentos que melhoram a circulação

Que a alimentação desempenha um papel crucial na melhoria da circulação sanguínea você já sabe. Agora, vai descobrir alguns exemplos de alimentos específicos que podem ajudar a melhorar a circulação:

1. Chá verde

Rico em catequinas, o chá verde ajuda a diminuir a inflamação, relaxa os vasos sanguíneos e, dentro de uma alimentação equilibrada, ajuda a prevenir a formação de placas de gordura nas artérias, melhorando a circulação.

2. Pimenta caiena

Contém capsaicina, que estimula a liberação de óxido nítrico, promovendo a vasodilatação e facilitando o fluxo sanguíneo.

3. Chocolate amargo

Rico em cacau, possui ação antioxidante e anti-inflamatória, que auxilia a evitar a formação de coágulos e melhorar a circulação.

4. Nozes

Fonte de ômega 3 e ácido elágico, as nozes possuem propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, benéficas à saúde das artérias.

5. Beterraba

Rica em nitratos, ajuda a promover o relaxamento dos vasos sanguíneos e a melhora do fluxo sanguíneo.

6. Laranja

Fonte de vitamina C, um antioxidante, fortalece e relaxa os vasos sanguíneos, além de atuar na formação de colágeno, essencial para a saúde vascular.

7. Alho

Contém alicina, que auxilia a reduzir os níveis de colesterol ruim e triglicerídeos, melhorando a circulação.

8. Açaí

Estimula a produção de óxido nítrico, facilitando a circulação e o fornecimento de oxigênio e nutrientes para todo o corpo.

9. Uva

Rica em resveratrol, taninos e antocianinas, ajuda a evitar a formação de placas nas artérias e, consequentemente, é benéfica para a circulação.

10. Sardinha

Fonte de ômega 3, possui uma composição com ação anti-inflamatória, antioxidante e antitrombótica, melhorando a circulação.

11. Tomate

Rico em potássio, favorece o relaxamento das artérias e previne a retenção de líquidos e pressão alta.

12. Gengibre

Contém compostos fenólicos que promovem a vasodilatação e melhora o fluxo sanguíneo.

13. Cebola

Fonte de alicina e quercetina, promove o relaxamento dos vasos sanguíneos e previne a formação de coágulos.

14. Spirulina

Incluir esse alimento na dieta diária pode ajudar a melhorar a circulação sanguínea e promover uma saúde vascular mais robusta. Isso porque, a spirulina recebeu o título de “O Melhor Alimento para o Futuro” pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e estimula a produção do óxido nítrico no organismo.

Um estudo publicado no periódico Hypertension relatou que três meses de consumo da alga-azul resultaram em melhorias na pressão arterial e função endotelial de pacientes hipertensos e com sobrepeso.

 

É importante ressaltar que nenhum alimento é uma solução milagrosa por si só e que uma alimentação saudável deve ser considerada como um todo. É a combinação de uma variedade de alimentos nutritivos e equilibrados que promove uma saúde vascular robusta.

Não basta apenas incluir alguns alimentos isolados em sua dieta, é necessário adotar uma abordagem holística para a alimentação, garantindo a ingestão adequada de vitaminas, minerais, fibras e compostos bioativos antioxidantes e anti-inflamatórios. Uma dieta balanceada, composta principalmente por alimentos integrais, frutas, vegetais, proteínas magras e gorduras saudáveis, é fundamental para apoiar a saúde cardiovascular e a circulação sanguínea.

Além disso, é importante considerar outros aspectos do estilo de vida, como a prática regular de exercícios físicos, o controle do estresse, a manutenção de um peso saudável e o abandono de hábitos prejudiciais, como fumar e consumir álcool em excesso.

Portanto, lembre-se de que uma alimentação saudável e equilibrada é a base para uma boa saúde vascular, e nenhum alimento isolado pode substituir a importância de um padrão alimentar completo e diversificado.

Conteúdo escrito pela nutricionista Suelen Santos da Costa, CRN10 7816. Suelen é graduada pela Universidade Federal de Pelotas e possui Pós-Graduação em Nutrição Clínica Funcional pela VP Centro de Nutrição Funcional.

Você ganhou um super presente!

Olá, tudo bem? Seja bem-vindo(a) ao nosso oceano de superalimentos.

Você recebeu o convite de um amigo(a) para nutrir o seu corpo com os melhores ativos dos oceanos e da Terra.

Por isso, você ganhou R$50,00 de desconto no seu primeiro pedido.

Basta escolher os seus produtos e ver o seu desconto na etapa de pagamento. Qualquer dúvida fale com a nossa equipe através do chat.