Carregando...

Entenda tudo sobre a fertilidade masculina

A infertilidade se define como a incapacidade de um casal conceber após 12 meses de tentativas de reprodução sem proteção. Cerca de 15% dos casais enfrentam esse desafio, sendo que, entre eles, a infertilidade masculina contribui para aproximadamente 50% a 60% dos casos.

A fertilidade masculina pode ser comprometida por uma variedade de distúrbios, que englobam desde anomalias anatômicas, fatores genéticos, doenças, infecções e exposição a substâncias tóxicas. Entender o que causa e como aumentar a fertilidade masculina é muito importante para o casal que deseja engravidar.

Fatores que influenciam a fertilidade masculina

Espermatogênese é o nome do processo que ocorre nos órgãos reprodutores masculinos e resulta na formação dos espermas, responsáveis pela fecundação no organismo feminino e formação do feto.

São várias as estruturas e células presentes no processo de formação dos espermas e existe uma ampla variedade de fatores que podem influenciar na sua quantidade e qualidade - o que determinará a fertilidade masculina. 

1. Idade

Com o avanço da idade, estudos apontam que há redução do volume e da motilidade dos espermas, aumento da percentagem de espermatozóides com morfologia anormal presentes no espermograma, além da diminuição do volume testicular. 

Dessa forma, homens com idade avançada, aproximadamente a partir dos 50 anos, terão comprometimento da fertilidade masculina.

2. Genética

Fatores genéticos desempenham um papel significativo na fertilidade masculina e há uma crescente identificação de anormalidades genéticas associadas à infertilidade

Entre os três fatores genéticos mais comuns relacionados à fertilidade masculina estão as anormalidades cromossômicas, mutações gênicas e microdeleções do cromossomo Y. 

Na população de homens inférteis, a incidência de alterações cromossômicas varia de 6 a 7%. Destaca-se a síndrome de Klinefelter como a anormalidade cromossômica mais frequente, afetando de 7 a 13% dos homens inférteis, com diferentes graus de comprometimento da produção de espermas.

Alterações estruturais que envolvem cromossomos sexuais também desempenham um papel relevante. A frequência de translocações em homens inférteis é aproximadamente de 5 a 10%, representando uma chance dez vezes maior em comparação com homens férteis, de acordo com a pesquisa.

3. Hábitos de vida

Cultivar hábitos de vida saudáveis é extremamente importante para manter a qualidade da produção de espermas e a fertilidade masculina. O hábito de fumar e o consumo crônico de álcool têm impactos significativos na função sexual e reprodutiva masculina de várias maneiras. 

Estudos indicam que o tabagismo influencia negativamente a qualidade do sêmen, resultando na redução da densidade, motilidade e até mesmo na morfologia dos espermatozoides. A concentração de espermatozoides pode diminuir em cerca de 22%, dependendo da quantidade de cigarros consumidos.

No caso do consumo crônico de álcool, observa-se uma associação com a redução do diâmetro dos túbulos seminíferos, por onde passam os espermas, e do epitélio germinativo, que produz e armazena a secreção expelida na ejaculação. 

Além disso, há um aumento no número de espermatozóides com morfologia alterada e motilidade comprometida. Entre os homens que consomem álcool, cerca de 58% podem apresentar alguma forma de disfunção da fertilidade masculina, como impotência, atrofia testicular e diminuição do interesse sexual.

Importância dos hormônios na fertilidade masculina

A saúde do corpo impacta diretamente na correta produção hormonal, que trabalha na formação de espermatozóides e, portanto, tem relação direta com a boa fertilidade masculina. 

Tudo começa no hipotálamo, uma glândula localizada no interior do cérebro, responsável por produzir hormônios com diversas funções importantes para o organismo, dentre elas, a regulação da produção de espermatozóides e da fertilidade masculina.

O hipotálamo é responsável por produzir o chamado GnRH, que é o hormônio regulador das gonadotrofinas (testículos). Esse GnRH irá atuar na hipófise, outra glândula localizada na base do cérebro, que, a partir desse estímulo, passará a produzir outros dois hormônios: o LH e o FSH.

Ambos os hormônios LH e FSH irão atuar diretamente nos testículos. Enquanto o LH irá estimular a conversão de colesterol no hormônio testosterona, o FSH, juntamente à testosterona recém formada, irão ativar o processo de produção de espermatozóides - a chamada espermatogênese.

Todo esse processo é meticulosamente controlado por essa cascata de hormônios. Quando há um aumento da testosterona no sangue, o início do processo é interrompido através da pausa do hipotálamo em produzir GnRH, ao mesmo ponto que isso levará à uma queda da testosterona, ativando novamente o hipotálamo a reiniciar o processo.

Essa cascata hormonal ocorre em ciclos e está o tempo todo funcionando para proporcionar a fertilidade masculina. 

Caso haja um problema em algum desses hormônios envolvidos no processo, haverá um comprometimento da fertilidade masculina. 

Problemas comuns de fertilidade em homens

Existem diversos problemas que comprometem a fertilidade masculina, como é o caso das Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) - como clamídia, gonorréia e ureaplasma - podem causar danos ao sistema reprodutor masculino e reduzir a qualidade e quantidade de espermatozoides produzidos.

A prostatite também é uma infecção comum, porém não de caráter sexualmente transmissível, mas que acomete o sistema reprodutor masculino, obstruindo a próstata e impedindo a passagem do sêmen.

O câncer de próstata é uma doença grave que acomete a fertilidade masculina. A próstata é uma pequena glândula responsável pela produção do líquido seminal e transporte dos espermatozóides. Seu diagnóstico não apenas provoca infertilidade, como é o segundo tipo de câncer com maior número de óbitos registrados.

Outra doença que afeta muito a fertilidade masculina, é a varicocele. Uma condição onde as veias dos testículos apresentam dilatação anormal e, com isso, há um prejuízo no retorno do sangue, aumentando a temperatura da região e afetando a qualidade dos espermatozóides.

A impotência sexual também é uma condição que afeta muitos homens e compromete a fertilidade masculina. Ela acontece quando o homem não consegue realizar ou manter a ereção e, portanto, não consegue concretizar o ato da reprodução. As causas da impotência sexual são diversas e vão desde aspectos físicos à psicológicos.

Aproveite e veja também

Tratamento para infertilidade masculina

É possível diagnosticar a infertilidade por meio do exame de fertilidade masculina, que faz uma análise da qualidade do sêmen. Seminogramas de homens com infertilidade podem revelar muitas condições anormais, como: 

  • azoospermia (ausência de espermatozoides);
  • oligospermia (diminuição do número de espermatozoides);
  • teratozoospermia (baixo número de espermatozoides com morfologia normal);
  • astenozoospermia (diminuição da velocidade espermática);
  • necrospermia (ausência de vitalidade nos espermatozoides).

Dentre as condições masculinas passíveis de correção, os tratamentos incluem:

  • uso de medicamento para combater infecções e corrigir desequilíbrios hormonais;
  • intervenções cirúrgicas para reverter quadros onde o problema está na anatomia, como é o caso da varicocele;
  • reprodução assistida;
  • mudanças no estilo de vida, como parar de fumar e evitar o consumo de álcool;
  • auxílio psicológico, para casos com fundo emocional diagnosticado.

Suplementos para melhorar a fertilidade masculina

A fertilidade masculina é multifatorial e envolve desde aspectos anatômicos, genéticos, hormonais e psicológicos. 

Atualmente, a possibilidade de utilizar suplementos para fertilidade masculina tem levado pesquisadores a estudar cada vez mais sobre o assunto. Nesse sentido, os suplementos que mais se destacam, são:

NAC

O suplemento N-acetil L-cisteína (NAC) é um potente antioxidante capaz de inibir a apoptose (morte natural) dos espermatozóides dentro dos túbulos seminíferos e produzir um composto chamado glutationa reduzida (GSH), capaz de atuar contra os radicais livres que prejudicam a fertilidade masculina. 

Em virtude destas funções, diversos estudos * * têm apontado o uso do suplemento NAC como um potencial coadjuvante no tratamento e manutenção da fertilidade masculina.

Coenzima Q10

Outro suplemento que demonstra bons resultados no contexto da fertilidade masculina é a Coenzima Q10

Estudos sugerem que a Coenzima Q10 pode melhorar a qualidade e a mobilidade dos espermatozoides. Isso ocorre porque ela ajuda a aumentar a energia disponível e pode ajudar na proteção dos espermatozoides contra os danos causados pelos radicais livres, potencialmente aumentando as chances de concepção. 

Ômega - 3

A suplementação de ômega 3 tem sido associada a benefícios significativos na fertilidade masculina. 

Um estudo de revisão sistemática mostrou que o ômega 3 pode melhorar a qualidade do esperma, incluindo a concentração, motilidade e morfologia dos espermatozoides. Isso se deve à sua capacidade de integrar-se às membranas espermáticas, aumentando sua fluidez e função.

Em suma, a fertilidade masculina é um aspecto crucial da saúde do homem que pode ser influenciado por diversos fatores, incluindo dieta, estilo de vida e suplementação. Cuidar de todos esses aspectos é essencial, especialmente para os homens que desejam ter filhos. O sucesso da concepção depende muito da saúde masculina também.

Referências

Texto escrito por Joana Mazzochi, formada em Administração Empresarial pela UDESC e em Nutrição pela UNIVALI (CRN-10/10934). Além de produzir conteúdo sobre nutrição e saúde, atende pacientes que desejam melhorar a relação com a alimentação.

 

Texto revisado por Rafaela Fürst Galvão, nutricionista graduada pela Unisul (CRN-10: 11807) e publicitária graduada pela ESPM-SUL. Desenvolve projetos de comunicação e produção de conteúdo para a área da saúde desde 2016.

Você ganhou um super presente!

Olá, tudo bem? Seja bem-vindo(a) ao nosso oceano de superalimentos.

Você recebeu o convite de um amigo(a) para nutrir o seu corpo com os melhores ativos dos oceanos e da Terra.

Por isso, você ganhou R$50,00 de desconto no seu primeiro pedido.

Basta escolher os seus produtos e ver o seu desconto na etapa de pagamento. Qualquer dúvida fale com a nossa equipe através do chat.