Carregando...

Libido baixa: conheça as causas e saiba como aumentar

Quando o assunto é desejo sexual, não há um nível considerado normal, mas é possível notar quando a libido está baixa. Na baixa libido, há diminuição do interesse e do prazer no sexo ou isso nem sequer existe, independente do momento. Há diversos motivos para que haja falta de desejo sexual, como uso de medicamentos, desequilíbrio hormonal e situações frequentes de estresse e cansaço. Mas então, o que fazer? 

Neste conteúdo vamos te explicar as principais causas da perde de libido e também vamos te dar dicas importantes para acabar com libido baixa como através da prática de atividade física e ingestão de alimentos como pimenta, gengibre e maca peruana que podem auxiliar no aumento da libido.

O que é libido baixa e seus sintomas?

Segundo a definição do dicionário, Oxford Languages, libido é a procura instintiva pelo prazer sexual, que se caracteriza através do desejo. Além disso, segundo as teorias da psicanálise de Freud, libido é referente a energia que está na base das transformações da pulsão sexual, ou seja, a energia vital. A libido baixa, por sua vez, é o contrário de tudo isso, quando não há procura por prazer. Popularmente, isso é chamado de “falta de tesão”, já ouviu essa frase?

Ao mesmo tempo em que a libido sofre uma queda, normalmente acabam diminuindo as demais impulsividades e desejos da vida como um todo, não apenas aqueles que envolvem a sexualidade. Então, como conseguimos identificar quando a ausência de desejo sexual se trata de um problema que exige tratamento? Sobretudo, a perda da libido apresenta alguns sintomas diretos e outros não tão diretos, entenda melhor logo abaixo:

  • baixo interesse sexual;
  • dificuldade em alcançar o orgasmo;
  • dificuldade de ereção;
  • diminuição na frequência das relações sexuais;
  • cansaço e falta de disposição no dia a dia;
  • problemas de memória;
  • mudanças de humor.

Principais causas da perda de libido

“Quando a libido baixa, o que pode ser?” – essa pergunta é extremamente comum e aqui trouxemos algumas das causas da falta de desejo sexual. Entre elas podem estar fatores psicológicos (como depressão, ansiedade ou problemas de relacionamento), medicamentos e baixa concentração de testosterona no sangue. É importante conhecer o que causa a baixa libido para então realizar o tratamento correto. Conheça os principais fatores:

Estresse

O estresse causado pelo trabalho excessivo ou pela rotina corrida pode prejudicar a vontade de ter relação sexual. Ele está ligado à exaustão, que impede o desejo. Ainda, o estresse tem o poder de desequilibrar o sistema nervoso e prejudicar suas funções ligadas a libido. Nos homens, esse sistema é responsável pela ereção e pela ejaculação e, nas mulheres, com a estimulação de todos os tecidos e lubrificação. É uma causa tanto da baixa libido masculina quanto da baixa libido feminina.

Desequilíbrio hormonal

Os hormônios, testosterona e estrogênio, estão relacionados com o desejo sexual e com a excitação física em homens e mulheres, respectivamente. Quando há queda desses hormônios no organismo, há pouco ou até mesmo nenhum interesse por sexo. No sexo masculino, um dos sinais que pode indicar a baixa do hormônio é a ausência de ereção ao acordar.

Ansiedade e depressão

Ansiedade e depressão podem acionar vários gatilhos capazes de causar alterações nos hormônios relacionados à libido ou nos níveis de neurotransmissores. Geralmente, o tratamento dessas condições envolve a psicoterapia que associa medicamentos que aumentam a serotonina e diminuem a dopamina. A serotonina é responsável pela maior sensação de saciedade e, se há menos dopamina, conhecida pelas sensações de prazer, há menos vontade de sexo.

Envelhecimento e menopausa

Na fase de pré-menopausa, as mulheres sofrem com a diminuição progressiva da produção de hormônios andrógenos – e isso acaba ocasionando a libido baixa. Ainda, na terceira fase da vida, é comum que haja declínio nos níveis de testosterona de homens e mulheres, provocando a redução da libido também. Um estudo clínico relatou que homens idosos com libido baixa exibiram uma probabilidade aumentada de apresentarem baixas concentrações de testosterona.

Alimentos

Assim como existem os alimentos afrodisíacos, que aumentam a libido, existem os alimentos que baixam a libido, diminuindo a vontade de fazer sexo. Talvez a resposta para sua baixa vontade de ter relações sexuais esteja ligada com sua alimentação pouco saudável. Você costuma consumir alimentos fritos e ricos em sal? Eles só servem para provocar letargia, matando a sua libido. Veja a lista completa de exemplos:

  • alimentos ricos em gordura hidrogenada;
  • refrigerantes;
  • doces;
  • álcool;
  • soja;
  • processados e ultraprocessados.

Além disso, outras causas da libido baixa incluem:

  • uso da pílula anticoncepcional;
  • traumas emocionais;
  • doenças, como anemia, cirrose e hipotireoidismo;
  • impotência sexual;
  • dor durante a relação sexual;
  • problemas no relacionamento.

Há um mito comum sobre a suplementação de Creatina interferir na libido ou na função sexual. Até o momento, não há evidências que indiquem qualquer relação entre a creatina e mudanças na libido. A maioria dos estudos concentra-se nos efeitos positivos da creatina sobre a força e recuperação muscular, sem demonstrar qualquer impacto negativo na função sexual. Dessa forma, é seguro afirmar que a suplementação de creatina não interfere na libido em pessoas saudáveis.

Continue lendo sobre um assunto relacionado: Como baixar o colesterol alto com 5 superalimentos.

Aproveite e veja também

Baixa libido na gravidez

Há muitos questionamentos sobre a falta de desejo sexual na gestação. Nessa época, o decorrer dos dias faz com que o organismo sofra uma sequência de alterações emocionais, físicas e hormonais, que preparam o corpo para o desenvolvimento do bebê e para o parto. O conjunto de fatores fisiológicos pode, sim, interferir no desejo sexual das gestantes.

Outras razões para a perda do desejo podem ser os os problemas de pressão e inchaço, que acometem algumas mulheres. O emocional durante a gestação também conta muito para a libido e é diretamente influenciado por diversos fatores: aceitação ou recusa da gravidez, mudanças no corpo, relação com o parceiro.

O que fazer quando a libido está baixa?

A verdade é, que o desejo sexual depende de uma série de fatores para existir, tanto psicológicos quanto fisiológicos – e algumas pessoas ainda possuem vergonha de compartilharem a falta de libido. Em 2015, no Brasil, 35% das mulheres afirmavam não apresentarem vontade alguma de ter relações sexuais.

É de extrema importância que se consiga identificar a causa da libido baixa para que possam ser tomadas atitudes com o objetivo de aumentar o desejo sexual. Se isso for uma preocupação persistente e estiver causando angústia, vale a pena conversar com um profissional de saúde, como médico ou psicólogo.

No entanto, existem alguns hábitos que podem ajudar a aumentar a libido de forma mais simples, como a prática de exercícios físicos, realização de atividades de lazer, descanso da mente e uma boa alimentação.

Praticar exercícios físicos

O desejo sexual depende do bem-estar físico e emocional. Praticar exercícios físicos regularmente melhora o condicionamento, a disposição e, de quebra, a auto-estima. Ainda, durante o exercício, o corpo libera hormônios, como adrenalina, noradrenalina e endorfina que proporcionam energia, prazer e bem-estar.

Realizar atividades de lazer

São consideradas atividades de lazer aquelas cuja prática não é obrigatória e nem tem data e horário certo para acontecer. São atividades, como pintura, esportes amadores e andar de bicicleta, por exemplo. Elas ajudam a relaxar e, consequentemente, diminuem a exaustão que bloqueia o indivíduo de ter alta libido.

Alimentação saudável

A alimentação com alta carga glicêmica, industrializados e gorduras pode interferir no desejo e no desempenho sexual, assim como o excesso de consumo de cafeína. Além disso, consumir alimentos conhecidos como “afrodisíacos” pode estimular a vontade de fazer sexo.

Outras maneiras para aumentar a libido são:

  • melhorar a lubrificação íntima;
  • expor-se ao Sol nas horas certas;
  • dedicar tempo ao parceiro;
  • conhecer seu próprio corpo.

Inclua alimentos que aumentam a libido

Uma dieta balanceada pode proporcionar benefícios surpreendentes, mas você pode dar um toque a mais com alimentos afrodisíacos. No ambiente aquático ou terrestre, é possível encontrar frutos, raízes, plantas, frutas e especiarias capazes de aumentar a libido e garantir melhorias para a vida sexual de homens e mulheres.

O que faz com que alguns alimentos sejam afrodisíacos é a capacidade deles, não apenas de aumentar a libido, como também de proporcionar mais energia, auxiliarem na produção de hormônios sexuais e melhorarem a circulação sanguínea. Mas, afinal, quais são os alimentos afrodisíacos? Veja a lista a seguir:

  • pimenta;
  • ginseng;
  • banana;
  • beterraba;
  • chocolate;
  • vinho tinto;
  • gengibre;
  • maca peruana.

A maca peruana, raiz poderosa da Cordilheira dos Andes, estimula a libido e, além disso, há estudos que relatam a eficácia dessa especiaria para aumentar a produção de espermatozoides. A maca ainda é rica em vitamina C, ferro, cálcio, vitamina B6 e outros nutrientes. O superalimento peruano pode ser consumido em forma de pó ou cápsulas. A quantidade diária indicada é de 400 mg a 1 g.

Conhecida como “Viagra dos Andes”, ela estimula a produção de hormônios e um dos motivos para isso é a ação sobre as glândulas suprarrenais, que gera mais estímulo para o corpo. Ela pode ser uma solução tanto para a libido baixa em homens quando para a libido baixa em mulheres - tem outros benefícios incríveis conhecidos para os dois sexos.

A Ocean Drop é especializada em superalimentos que oferecem nutrição completa, segura e prática. Em nosso portfólio exclusivo e inovador está o suplemento de Maca Peruana em cápsulas combinada com outros suplementos nos kits Box Bem-estar e Intense Box, 100% natural e com alto padrão de qualidade.

Conteúdo escrito por Suelen Costa. Nutricionista graduada pela Universidade Federal de Pelotas e pós-graduanda em Nutrição Funcional.

Você ganhou um super presente!

Olá, tudo bem? Seja bem-vindo(a) ao nosso oceano de superalimentos.

Você recebeu o convite de um amigo(a) para nutrir o seu corpo com os melhores ativos dos oceanos e da Terra.

Por isso, você ganhou R$50,00 de desconto no seu primeiro pedido.

Basta escolher os seus produtos e ver o seu desconto na etapa de pagamento. Qualquer dúvida fale com a nossa equipe através do chat.