Carregando...

Dor de cabeça constante: causas e o que fazer

Não se trata apenas de um desconforto passageiro, mas de um sintoma persistente que pode afetar seriamente a qualidade de vida. Mas o que está realmente por trás dessa dor? Mais do que um mero incômodo, a dor de cabeça constante pode ter diversas causas, desde uma simples desidratação até algum problema mais grave. 

Entender a natureza e as possíveis causas da dor de cabeça constante é crucial para tratar efetivamente a raiz do problema. E se você sofre dor de cabeça constante, confira a seguir quais as possíveis causas e o que fazer para tratar.

Tipos de dor de cabeça e seus sintomas

A dor de cabeça constante pode ter diferentes focos e pode estar associada a outros sintomas. Existem as dores de cabeça primárias, ou seja, aquelas cuja causa está diretamente associada à região da dor, e as dores de cabeça secundárias, que têm como causa outra condição de saúde que, como consequência, acaba afetando a região da cabeça.

Dentre as principais, os tipos mais comuns de dor de cabeça constante, são:

  • Enxaqueca: é uma dor pulsante, latejante, intensa, apenas de um lado da cabeça. A luz e barulho incomodam e está geralmente associada a enjoo. É bastante presente no período menstrual.
  • Tensional: um pouco mais fraca que a enxaqueca, não lateja, ocorre em ambos os lados da cabeça. O barulho e a luz não costumam piorar o quadro e não está associada à enjoo. Geralmente ocorre após um evento de maior estresse e tensão.
  • Cefaléia em salvas: dor na região dos olhos e têmporas, geralmente de um lado da cabeça, podendo ser acompanhada por coriza, lacrimejamento, vermelhidão e inchaço nos olhos.

Já dentre as dores de cabeça secundárias, o tipo de dor será de acordo com a doença primária. Por exemplo: as dores de cabeça provocadas pela sinusite ocorrem na região acima das sobrancelhas e nas maçãs do rosto, onde os seios nasais ficam cheios e causam dores de cabeça constantes. Nos quadros de hipertensão arterial, a região da dor será atrás da cabeça, quase na nuca. 

Principais causas da dor de cabeça constante

A principal dificuldade de tratar a dor de cabeça constante é entender o que causa dor de cabeça, porque as causas são inúmeras. Pode ser uma dor cabeça de causa primária ou secundária, que abre um leque enorme de possibilidades.

Portanto, vamos conhecer as principais causas da dor de cabeça constante e o que fazer em cada uma delas:

1. Falta de sono

A falta de sono, ou má qualidade dele, pode ocasionar dores de cabeça constantes. Isso ocorre porque nosso organismo precisa "desligar" por cerca de 6 a 8h e, a falta desse tempo de descanso pode provocar dores de cabeça constantes. Nesses casos, uma opção é realizar a higiene do sono, que envolve: evitar uso de telas antes de dormir, ter horário bem definido para deitar e levantar, usar recursos relaxantes como chás, banho quente e músicas calmas.

2. Má alimentação e desidratação

A má qualidade alimentar ou baixa ingestão calórica, além da falta de água, podem ser a causa das dores de cabeça constantes. Ainda há alimentos que podem provocar dores de cabeça, como café, refrigerante, energético e produtos açucarados. 

A dor de cabeça é vista como um sinal que o organismo envia para que você o alimente adequadamente, portanto, manter uma alimentação saudável, não ficar longos períodos em jejum, beber cerca de 2 a 2,5 litros de água por dia e evitar o consumo de estimulantes e alimentos açucarados, são boas formas de evitar dores de cabeça constantes. 

3. Estresse e ansiedade

As dores de cabeça constantes podem ter um importante fundo emocional. Uma das causas mais comuns das dores de cabeça constantes é o estresse comum do dia a dia, que leva à maior tensão muscular e exaustão mental. Além disso, períodos de maior estresse também podem interferir na qualidade de sono, alimentação, hidratação e hábitos de vida, podendo associar diversas causas que levam às dores de cabeça constantes. 

4. Alterações hormonais

A TPM, períodos menstruais e dor de cabeça na gravidez são exemplos do quanto as alterações hormonais influenciam nas dores de cabeça constantes. Nesse contexto, a enxaqueca é o tipo de dor mais comum, podendo estar associada à hipersensibilidade à luz e ruídos, enjoo e episódios de vômito.
Caso esses eventos estejam ocorrendo com muita frequência, a sugestão é procurar um ginecologista para receber um tratamento específico e buscar formas de como aliviar enxaqueca.

5. Uso excessivo de telas

O uso excessivo de telas como computador, celular ou televisão, pode provocar dores de cabeça devido ao grande esforço exigido e a prolongada exposição dos olhos à luz.  Caso se sinta dores de cabeça constantes associadas à dificuldade de enxergar, é recomendável consultar um oftalmologista para saber se há alguma disfunção, como astigmatismo ou miopia, pois estas aumentam a incidência de dores de cabeça.

6. Causas secundárias associadas

Existem inúmeras doenças que trazem como sintoma as dores de cabeça constantes. Desde bruxismo e dor muscular, até hipertensão arterial, aneurisma, infecções e tumor cerebral. Além disso, o uso de certos medicamentos, álcool e contato com produtos químicos também podem ter como consequência dores de cabeça constantes. 

Aproveite e veja também

Outras dicas para aliviar a dor de cabeça constante

O uso de remédio para dor de cabeça pode ajudar momentaneamente, mas é importante atuar na raiz do problema e não somente nos sintomas. Existem algumas formas menos faladas de como aliviar dor de cabeça constante. Como é o caso das massagens terapêuticas, que podem auxiliar na tensão muscular e problemas articulares que possam levar à dor de cabeça constante. 

Outra forma é por meio de suplemento para dor de cabeça. Atualmente, estudos * têm apontado o Ômega-3 como um ótimo suplemento para auxiliar no tratamento das dores de cabeça, devido ao seu potencial anti inflamatório que pode auxiliar a reduzir a dor e a inflamação.

Um outro suplemento que pode ajudar é o Magnésio. De acordo com um estudo, o magnésio também demonstra bons resultados no auxílio do tratamento de dores de cabeça constantes.

Quando a dor de cabeça é preocupante?

Só pelo fato de ser algo crônico, as dores de cabeça constantes já sinalizam maior cuidado e investigação. Caso esteja associada a outros sintomas, como dores no corpo, febre, visão turva, sensação de fraqueza ou desmaio, dificuldade de locomoção e fala, é fundamental procurar auxílio médico o quanto antes.

Em resumo, a dor de cabeça constante não é uma condição a ser negligenciada ou tratada apenas com medidas paliativas. Seu impacto na qualidade de vida de quem sofre pode ser profundo, e a compreensão de suas causas é fundamental para encontrar o tratamento adequado. 

Referências

Artigo escrito por Joana Mazzochi, formada em Administração Empresarial pela UDESC e em Nutrição pela UNIVALI (CRN-10/10934). Além de produzir conteúdo sobre nutrição e saúde, atende pacientes que desejam melhorar a relação com a alimentação.

Você ganhou um super presente!

Olá, tudo bem? Seja bem-vindo(a) ao nosso oceano de superalimentos.

Você recebeu o convite de um amigo(a) para nutrir o seu corpo com os melhores ativos dos oceanos e da Terra.

Por isso, você ganhou R$50,00 de desconto no seu primeiro pedido.

Basta escolher os seus produtos e ver o seu desconto na etapa de pagamento. Qualquer dúvida fale com a nossa equipe através do chat.