Carregando...

Como tomar ácido fólico na gravidez: saiba sua importância

Um momento único e especial como a gestação requer nutrientes a mais! O aporte inadequado de certos nutrientes como o ácido fólico na gravidez, por exemplo, pode levar a uma deficiência nutricional que prejudica o desenvolvimento do feto.

A recomendação geral de como tomar ácido fólico na gravidez é que as mulheres que estão planejando engravidar ou que já estão grávidas tomem um suplemento diário com 400 a 800 microgramas de ácido fólico (ou 5 mg/dia). É sempre recomendado que um profissional de saúde seja consultado antes de iniciar qualquer suplementação, para que a dosagem e o tipo de suplemento sejam adequados.

É importante iniciar a suplementação com ácido fólico pelo menos um mês antes da concepção e continuar durante o primeiro trimestre de gravidez, que é o período crítico para o fechamento do tubo neural do feto.

Entenda a seguir porque tomar ácido fólico na gravidez é importante e como tomar de forma correta.

O que é o Ácido Fólico?

Também conhecido como Vitamina B9 e Folato, o ácido fólico faz parte do grupo de vitaminas chamadas de complexo B. Seu papel no organismo é extremamente importante: auxilia na síntese de aminoácidos e no processo de divisão celular, atua no funcionamento do sistema imunológico e na formação de células vermelhas do sangue.

É possível encontrar esse nutriente em alimentos como:

  • vegetais verde escuros;
  • feijão;
  • soja;
  • gérmen de trigo;
  • frutas cítricas;
  • ovos;
  • peixe.

Para que serve ácido fólico na gravidez?

A saúde da gestante e do feto é totalmente dependente de uma nutrição balanceada. A adequação nutricional da mãe no período gestacional é decisiva não apenas para o curso da gravidez, mas para o desenvolvimento do bebê nos primeiros anos de vida.

A importância dos ajustes adequados na dieta materna já inicia na pré-concepção, onde é feito o preparo do corpo materno para receber e gestar o embrião. Ali, já começam a acontecer as primeiras mudanças fisiológicas e o aumento na demanda de nutrientes, como o aumento do ácido fólico na gravidez. 

Segundo estudos, a importância do ácido fólico na gravidez tem papel principal desde o início deste período, contribuindo para o aumento da síntese de células sanguíneas, alargamento do útero e crescimento da placenta e do feto. Além disso, seu consumo adequado é extremamente importante para o desenvolvimento do feto, visto que o ácido fólico na gravidez auxilia na formação do tubo neural fetal durante a gestação, que é a estrutura que dará origem ao cérebro e medula espinhal do bebê.

Porque devo me preocupar com a falta de ácido fólico na gravidez?

Ao compreender a importância do ácido fólico na gravidez, é possível entender que sua deficiência acarreta um significativo comprometimento da saúde materna e fetal. A formação do tubo neural do feto (área a partir da qual são gerados o cérebro e a medula espinhal), acontece nas 4 primeiras semanas (em torno de 28 dias) de gestação. Portanto, desde o período antes da concepção, já é recomendado que a mãe possua bons níveis de ácido fólico, podendo, inclusive, iniciar a suplementação para garanti-los.

Se no período de gravidez houver deficiência desse nutriente, há chances de desfechos indesejáveis para a gestação. A falta de ácido fólico na gravidez, segundo um estudo, pode ocasionar alterações na formação do DNA e cromossomos fetais, assim como defeitos significativos na formação do tubo neural (ex: anencefalia e espinha bífida). 

Em decorrência dessas alterações, a falta de ácido fólico na gravidez pode prejudicar a função placentária e desempenhar um papel no aborto espontâneo, restrição de crescimento intrauterino, parto prematuro e pré-eclâmpsia.

Aproveite e veja também

Entenda como tomar ácido fólico na gravidez: doses recomendadas, horários e por quanto tempo

Em grande parte dos casos, apenas a alimentação não é garantia de um bom aporte de ácido fólico na gravidez. Por ser um nutriente importantíssimo nesta fase de vida da mãe e do feto, médicos e nutricionistas orientam a suplementação desse nutriente desde a pré-concepção. 

Durante a gestação, as diretrizes internacionais recomendam a ingestão diária de 5 mg, sendo essa suficiente para atender os requerimentos desta fase. Essa demanda de ácido fólico na gravidez pode ser suprida por um suplemento isolado ou um complexo de vitamina B.

Outra questão muito importante sobre como tomar ácido fólico na gravidez é: até quantos meses? A indicação profissional é fazer a ingestão das doses corretas de ácido fólico até o final da gradivez.

De forma geral, não há um horário específico do dia que favoreça a ingestão de ácido fólico na gravidez, podendo ser usado a qualquer momento. É muito importante que toda gestante consulte um profissional da saúde capacitado para acompanhar a gravidez e prescrever a melhor forma de suplementar o ácido fólico na gravidez de acordo com suas individualidades.

Referências

Texto escrito por Joana Mazzochi, formada em Administração Empresarial pela UDESC e em Nutrição pela UNIVALI (CRN-10/10934). Além de produzir conteúdo sobre nutrição e saúde, atende pacientes que desejam melhorar a relação com a alimentação.

Você ganhou um super presente!

Olá, tudo bem? Seja bem-vindo(a) ao nosso oceano de superalimentos.

Você recebeu o convite de um amigo(a) para nutrir o seu corpo com os melhores ativos dos oceanos e da Terra.

Por isso, você ganhou R$50,00 de desconto no seu primeiro pedido.

Basta escolher os seus produtos e ver o seu desconto na etapa de pagamento. Qualquer dúvida fale com a nossa equipe através do chat.