Carregando...

Hipercolesterolemia: o que é, sintomas e tratamentos

A hipercolesterolemia, também conhecida como colesterol alto, é uma disfunção que precisa de atenção e tratamento, pois ela está associada a doenças cardíacas graves. Por isso, o entendimento sobre o que a hipercolesterolemia significa, seus sintomas e possíveis tratamentos é crucial para a manutenção de uma vida saudável. 

Com o tratamento adequado, as chances de melhora são altas, especialmente quando há mudanças de hábitos de vida associadas. Caso tenha sido recebido um diagnóstico ou conheça alguém que possua hipercolesterolemia, é importante entender melhor o que é, quais os sintomas e os melhores autocuidados para essa condição. Entenda a seguir!

O que é a hipercolesterolemia?

O termo hipercolesterolemia significa colesterol alto. Porém, o que é colesterol? Porque colesterol alto seria maléfico? Essas são perguntas extremamente importantes quando se recebe o diagnóstico de hipercolesterolemia.

O colesterol é uma molécula de gordura, que circula no sangue e apresenta funções importantes no organismo. Por exemplo, é a partir do colesterol que o organismo produz hormônios sexuais e vitamina D na sua forma ativa, ele também é fundamental para a saúde das células e do cérebro. 

Portanto, é possível entender que todos temos colesterol no organismo e que isso é extremamente saudável e necessário. Esse colesterol vem, em média, 30% da nossa alimentação - especialmente de alimentos de origem animal, como carnes, ovos e leite - e 70% do nosso próprio fígado produz.

Outro ponto importante a ser compreendido: esse colesterol total é dividido em 3 tipos: os VLDL, LDL e HDL. O VLDL é precursor do LDL. O LDL, por sua vez, é também conhecido como “colesterol ruim” - apesar dessa terminologia ser bastante incorreta, pois o LDL também é necessário para o organismo, esse nome foi dado pelo fato do LDL ser responsável por levar o colesterol do fígado para a corrente sanguínea - sendo seu aumento associado a um maior risco de aterosclerose.

Já o HDL, chamado "colesterol bom", faz o caminho inverso, levando o colesterol da corrente sanguínea de volta para o fígado. Dessa forma, maiores níveis de HDL são benéficos para o organismo.

Portanto, quando temos uma hipercolesterolemia, ou seja, o colesterol total está alto, precisamos analisar suas frações. O equilíbrio entre ambos é essencial para o bom funcionamento do organismo.

Também existem diferentes tipos de hipercolesterolemia. Os mais comuns são: a hipercolesterolemia familiar, cujo aumento do colesterol total é um fator genético, e a hipercolesterolemia adquirida através de maus hábitos alimentares.

Sinais e sintomas de hipercolesterolemia

A hipercolesterolemia não possui sintomas, por isso o acompanhamento médico periódico e os exames de checkup são extremamente importantes para avaliar os valores do colesterol total e suas frações.

O maior risco que a hipercolesterolemia traz é o depósito de colesterol nas artérias, podendo levar ao entupimento e uma grave consequência cardiovascular ou cerebral. Porém, tudo isso ocorre sem provocar sinais e sintomas, por isso, muitas vezes, a descoberta da hipercolesterolemia é feita tarde demais.

Caso haja histórico familiar de hipercolesterolemia e/ou doenças cardiovasculares, ou se observe que os hábitos de vida não estão sendo saudáveis, é aconselhável procurar um médico e solicitar exames de sangue para diagnóstico de hipercolesterolemia.

Principais tratamentos para a hipercolesterolemia

Os tratamentos para hipercolesterolemia envolvem, principalmente, dois caminhos: o medicamentoso e não medicamentoso. 

O tratamento medicamentoso é mais aconselhável à quem tem a hipercolesterolemia familiar, porque nesse caso o colesterol alto é um fator genético, e também para quem está em um nível muito alto de hipercolesterolemia e precisa de medidas mais imediatas. O medicamento pode ser um tratamento contínuo ou temporário.

Enquanto o uso do medicamento depende de cada caso, a melhora dos hábitos de vida é um tratamento inegociável. Ter uma alimentação saudável e equilibrada, incorporar a atividade física à rotina, manejar o estresse, ter uma boa qualidade de sono, além de evitar álcool, são premissas básicas do tratamento para hipercolesterolemia. 

Aproveite e veja também

Autocuidado para a hipercolesterolemia

Seja para reverter um quadro de hipercolesterolemia ou para evitá-lo, é importante incluir na rotina os seguintes hábitos:  

  • Prática de atividade física: melhora o funcionamento do corpo e metabolismo, além de auxiliar na perda de peso e recomposiçñao corporal, auxiliando no tratamento para hipercolesterolemia.
  • Manutenção de um peso saudável: o excesso de peso, principalmente acúmulo de gordura abdominal, indica maiores chances de desenvolvimento de hipercolesterolemia.
  • Alimentação saudável: a dieta para hipercolesterolemia é focada em reduzir gordura trans e saturada, refinados e industrializados, atrelar fibras e gorduras de boa qualidade à rotina, além de alimentos antioxidantes e compostos bioativos. 
  • O uso de suplementação também pode ser muito benéfico. De acordo com estudos *, o consumo de Spirulina auxiliou na redução dos níveis de hipercolesterolemia, devido às suas funções na melhora do metabolismo. Outro suplemento interessante de se associar ao tratamento é o Psyllium, uma fibra que auxilia, segundo estudos *, no controle do colesterol sanguíneo. 
  • Mesmo fazendo uso de remédio, não deixe de cuidar do seu estilo de vida: é esperado que o medicamento controle a hipercolesterolemia, mas isso não significa que você não precisa cuidar dos seus hábitos, inclusive, é através das melhorias no dia a dia que você poderá se ver livre dos remédios.

Por fim, é importante salientar que a hipercolesterolemia é uma condição de saúde silenciosa, portanto é importante consultar um médico e fazer exames para acompanhar seus níveis periodicamente.

Melhora da sensibilidade à insulina

Referências

Artigo escrito por Joana Mazzochi, formada em Administração Empresarial pela UDESC e em Nutrição pela UNIVALI (CRN-10/10934). Além de produzir conteúdo sobre nutrição e saúde, atende pacientes que desejam melhorar a relação com a alimentação.

Conteúdo revisado por Rafaela Galvão, nutricionista graduada pela Unisul e publicitária graduada pela ESPM-SUL. Desenvolve projetos de comunicação e produção de conteúdo para a área da saúde desde 2016.

Você ganhou um super presente!

Olá, tudo bem? Seja bem-vindo(a) ao nosso oceano de superalimentos.

Você recebeu o convite de um amigo(a) para nutrir o seu corpo com os melhores ativos dos oceanos e da Terra.

Por isso, você ganhou R$50,00 de desconto no seu primeiro pedido.

Basta escolher os seus produtos e ver o seu desconto na etapa de pagamento. Qualquer dúvida fale com a nossa equipe através do chat.