Carregando...

Produto para 1 mês

PREBIÓTICO

fibras alimentares

Modo de uso: Consumir 7 g (aproximadamente 1 colher de sopa) ao dia.
Escolha a melhor opção para você
Produto para 3 meses
 
PREBIÓTICO: Compre 2, leve 3
R$ 297,00 Por R$ 198,00
Menos de R$ 2,20/dia.

Os prebióticos são fibras que o intestino não digere, mas que são fermentáveis e ajudam a saúde. Eles modificam a composição e atividade das bactérias no intestino, estimulando o crescimento de "bactérias boas". Além disso, colaboram para o bom funcionamento do sistema imunológico, auxiliam nas funções intestinais, evitam a constipação e reduzem a absorção de gorduras e açúcares.

Produto para 1 mês

PREBIÓTICO

Produto para 1 mês

Modo de uso: Consumir 7 g (aproximadamente 1 colher de sopa) ao dia.

Produto para 1 mês

R$ 99,00 Por R$ 89,10
- +
Menos de 0/dia.
COMPRA SEGURA COMPRA SEGURA
- +

Tabela Nutricional

Você sabe em qual parte é produzida 90% da serotonina do organismo? No intestino!

A importância do intestino.

O intestino, reconhecido em estudos como o maior órgão imunológico do corpo, é uma estrutura complexa que realiza funções digestivas, hormonais, nervosas e motoras. Além de sua capacidade de processamento e absorção de nutrientes, ele atua como uma barreira protetora que é influenciada pela microbiota intestinal, um ecossistema composto por mais de 100 trilhões de microrganismos, que desempenha um papel fundamental na manutenção da saúde.

Alterações na dieta, ocorrência de infecções e o uso de antibióticos podem provocar um desequilíbrio nesta microbiota. De acordo com estudos, tais desequilíbrios na microbiota intestinal podem ter impactos profundos na saúde geral do indivíduo, especialmente na imunidade, reforçando a importância que tem o intestino.

Especificações do produto

Quantidade por pote
210 g
Modo básico de consumo
7 g (1 colher de sopa) ao dia
Ingredientes
Goma acácia (2,1g), Inulina (1,75g), Fibra da casca de maçã (1,75g), Frutooligossacarídeos (0,7g), Pectina (0,35g) e Ágar ágar (0,35g)

Introdução aos Prebióticos, Probióticos e Simbióticos

Prebióticos, probióticos e simbióticos são elementos essenciais para a manutenção da saúde intestinal, cada um com um papel distinto. A diferença entre prebióticos e probióticos é que os primeiros são alimentos para bactérias benéficas, e os segundos são as próprias bactérias. Já os simbióticos são uma combinação de ambos, pois fornecem as bactérias boas e os nutrientes de que elas necessitam para sobreviver. Os três juntos ajudam a promover uma absorção de nutrientes mais eficiente mantendo assim o equilíbrio.

Benefícios

O que são prebióticos?

Os prebióticos são as fibras não digeríveis presentes em alguns alimentos. Ou seja, são uma parte específica do alimento que, quando passam pelo estômago e intestino, não são digeridos e absorvidos.

As fibras prebióticas fazem parte da categoria dos oligossacarídeos, que inclui os frutooligossacarídeos (FOS), os galactooligossacarídeos (GOS) e a inulina. Elas servem de alimento para as bactérias benéficas no intestino, promovendo sua saúde e crescimento. Alguns exemplos de alimentos ricos em probióticos incluem a alcachofra, chicória, alho, cebola, aspargo, banana verde, e grãos integrais como a cevada e a aveia.

Essas partes não digeridas, chamadas de prebióticos, beneficiam a microbiota intestinal, que é um conjunto de microrganismos (bactérias e leveduras) que vivem no intestino. Dentre eles, as bactérias estão em maior número.

Ao serem consumidos, os alimentos prebióticos interagem com a microbiota intestinal, atuando como nutrientes essenciais para o crescimento e a proliferação das bactérias benéficas. Essa ação favorece a diminuição das populações bacterianas nocivas, contribuindo assim para a saúde e o equilíbrio do intestino.

O que são prebióticos?
Para que serve o prebiótico

Qual a diferença de prebióticos, probióticos e simbióticos?

Os prebióticos e probióticos são componentes fundamentais da saúde intestinal, mas funcionam de maneiras distintas. Os prebióticos são fibras e compostos não digeríveis encontrados em certos alimentos, que servem de alimento para as bactérias benéficas da microbiota intestinal. Estudos apontam que os prebióticos ajudam a estimular o crescimento e a atividade dessas bactérias, contribuindo para a saúde digestiva e o equilíbrio da microbiota.

Já os probióticos são microrganismos vivos, como bactérias e leveduras, que, quando ingeridos em quantidades adequadas, conferem benefícios à saúde. Estudos de revisão demonstram que os probióticos atuam diretamente na colonização do intestino, reforçando o sistema imunológico e auxiliando na manutenção do equilíbrio da microbiota intestinal.

Já o termo “simbiótico” se refere a união de elementos prebióticos com probióticos. O principal objetivo desse tipo de combinação é melhorar a sobrevivência de microrganismos probióticos no trato gastrointestinal.

Estudos mostram que ao combinar prebióticos, que alimentam as bactérias benéficas, com probióticos, que adicionam mais dessas bactérias a microbiota, os simbióticos promovem uma interação positiva que pode melhorar a função imunológica, a saúde digestiva e o bem-estar geral.

De acordo com um estudo publicado na revista científica Nutrients, os prebióticos podem ser usados como alternativa aos probióticos ou como suporte adicional para eles. No entanto, uma combinação simbiótica de ambos deve garantir um efeito superior, em comparação com a atividade do probiótico ou do prebiótico sozinho.

entendendo  o probióticos
diferenças entre prebióticos e probioticos

Microbiota intestinal

A microbiota intestinal consiste em um conjunto complexo de microrganismos, incluindo bactérias benéficas e maléficas que convivem no intestino delgado. Esses microrganismos desempenham um papel crucial na manutenção da saúde, influenciando desde o sistema imunológico até a saúde mental, conforme apontam estudos recentes.

Mantendo um equilíbrio dessas bactérias, o corpo pode combater melhor as infecções, absorver melhor os nutrientes dos alimentos e, até mesmo regular o humor de acordo com novas evidências. Portanto, a preservação de uma microbiota intestinal equilibrada, é essencial para o funcionamento saudável do corpo humano.

Benefícios dos prebióticos para a saúde

Encontrados em estudos

Diversos são os benefícios que os prebióticos podem trazer à saúde, não apenas intestinal, mas de todo o corpo. Confira:

Relacionado ao sistema imunológico

O intestino tem importante papel no sistema imunológico. Isso porque, ele está constantemente exposto a potenciais patógenos, impedindo-os de entrar na corrente sanguínea e causar doenças.

Vários estudos pré-clínicos e clínicos demonstraram o papel imunomodulador exercido pelos prebióticos na regulação da resposta imune. Isso porque as fibras prebióticas são alimentos para as bactérias boas do intestino. Elas ajudam essas bactérias a produzirem substâncias benéficas envolvidas na imunidade.

Benefícios do prebiótico
Benefícios relacionado a integridade da barreira intestinal

Relacionados à saúde mental

Há um grande corpo de evidências indicando que prebióticos e probióticos podem beneficiar a saúde mental por meio de diferentes mecanismos. Estudos clínicos têm mostrado que seu uso pode ajudar no tratamento de condições como depressão, ansiedade, Alzheimer e transtornos do espectro autista. Parte desses achados são explicados pela conexão entre intestino e cérebro.


O eixo intestino-cérebro é uma via de comunicação bidirecional entre o cérebro e o sistema digestivo. Essa conexão se dá através do nervo vago, um componente que transmite sinais entre o intestino e o cérebro. Estudos recentes comprovam que alterações na microbiota intestinal podem afetar essa comunicação, influenciando o bem-estar emocional e psicológico. Por isso, o equilíbrio da microbiota intestinal pode ter uma influência significativa na saúde mental.

Relacionados à saúde intestinal

Considerada a terceira forma mais comum de câncer atualmente, o câncer de intestino é altamente prevalente e, muitas vezes, de difícil diagnóstico precoce. Os métodos de tratamento ainda estão associados a elevado risco de complicações, tornando extremamente necessário abrir o leque para outras formas de tratamento complementar.


Segundo o estudo realizado através de levantamento de artigos científicos, a ingestão de probióticos, prebióticos ou a combinação de ambos (simbióticos), representa nova opção terapêutica para a carcinogênese, colocando seu uso como recomendado de forma adequada.

auxiliar no tratamento de câncer de intestino
colesterol e glicemia

Relacionado ao colesterol e glicemia

O consumo de prebióticos, probióticos e simbióticos pode oferecer benefícios significativos no controle da glicemia e do colesterol LDL, conforme um estudo relata. É através dos produtos de fermentação das bactérias que os prebióticos modulam o metabolismo dos lipídios e da glicose, de acordo com o que um estudo explica.



Alimentos ricos em prebióticos

A primeira forma de encontrar prebióticos na dieta, é por meio da inclusão de alimentos prebioticos no dia a dia, aqui estão alguns deles:

  • alcachofras;
  • chicória;
  • alho;
  • cebola;
  • alho-poró;
  • aspargos;
  • bananas (principalmente verdes);
  • cevada;
  • aveia;
  • raiz de yacon;
  • trigo integral;
  • ervilha;
  • lentilha;
  • grão-de-bico;
fontes de prebióticos
suplementação com prebióticos

Suplementação com prebióticos

Outra maneira conveniente de incorporar prebióticos na dieta é por meio da suplementação. Além de ser uma opção de consumo prática e acessível, a suplementação de prebióticos oferece a vantagem de fornecer uma variedade de tipos de fibras benéficas para a microbiota intestinal. Entre essas fibras, destacam-se a inulina, pectina, os frutooligossacarídeos (FOS) e os galactooligossacarídeos.

O suplemento Prebiótico da Ocean Drop é composto por uma combinação exclusiva de fibras prebióticas que incluem: Fibra Goma Acácia, Casca de Maçã, Ágar Ágar, Frutooligossacarídeos, Inulina e Pectina, totalizando 5,7 g de fibras por porção. Além disso, é livre de aditivos, conservantes, açúcar, adoçantes e glúten, podendo ser consumido por pessoas que precisam fazer a restrição.

Como tomar?

O suplemento prebiótico pode ser em cápsulas ou em pó. O prebiótico da Ocean Drop é no formato em pó, possui sabor neutro e por isso pode ser facilmente adicionado a sucos, iogurtes, shakes e diversas outras preparações sem alterar o sabor ou outras características da refeição.

Não existe uma recomendação de ingestão adequada de prebióticos, porém estudos apontam efeitos positivos com doses estimadas entre 4 a 20 g ao dia. O prebiótico da Ocean Drop possui a recomendação de ingestão de 7 g (5,7 g de fibras), aproximadamente 1 colher de sopa em 200 ml de água, outra bebida, preparação de sua preferência ou conforme recomendação profissional, podendo ser consumido todos os dias.

É possível associar também o uso de prebiótico ao uso de probióticos. Mas é essencial receber orientação de um nutricionista ou médico para fazer esta associação. Aliado ao uso do suplemento, é importante fazer o consumo ideal de água por dia, em torno de 2 a 3 litros, além de incluir atividade física e alimentação saudável. Assim, o seu intestino consegue aproveitar o máximo dos prebióticos.

como tomar prebióticos
Este conteúdo foi desenvolvido e revisado de acordo com estudos científicos pela . Não utilize este material como substituto à consultas nutricionais e médicas.

Mais informações

R$ 89,10

Você ganhou um super presente!

Olá, tudo bem? Seja bem-vindo(a) ao nosso oceano de superalimentos.

Você recebeu o convite de um amigo(a) para nutrir o seu corpo com os melhores ativos dos oceanos e da Terra.

Por isso, você ganhou R$50,00 de desconto no seu primeiro pedido.

Basta escolher os seus produtos e ver o seu desconto na etapa de pagamento. Qualquer dúvida fale com a nossa equipe através do chat.