Carregando...

Importância Vital da Vitamina C para a Saúde da Gestante

A gestação é um período de grandes transformações e cuidados especiais com a saúde da mulher e do bebê que está por vir. Entre os diversos nutrientes essenciais para garantir uma gestação saudável, a vitamina C desempenha um papel fundamental. 

Neste contexto, exploraremos a relevância da vitamina C para a saúde materna durante a gravidez, destacando seus benefícios e a importância de sua ingestão adequada para o bem-estar da gestante e o desenvolvimento fetal.

Afinal, grávida pode tomar vitamina C?

Durante a gestação, surge a preocupação sobre a segurança do consumo de vitamina C para a saúde do bebê. A recomendação geral é de 55 mg diários desse nutriente para grávidas, mas é crucial destacar a singularidade de cada gestante. 

Por isso, é importante consultar um obstetra para determinar a dosagem ideal, especialmente em casos de tabagismo ou condições de saúde que possam afetar a absorção da vitamina C, onde, normalmente, necessita-se maior aporte.

Alcançar a dose adequada de vitamina C através da alimentação é totalmente factível, o que também deve-se levar em consideração, antes de cogitar a suplementação.

A importância da vitamina C para gestante

Já há muito tempo, estudos destacam a importância da vitamina C para a saúde da mãe e do bebê. Por exemplo, uma pesquisa da Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil revelou uma redução significativa na concentração sérica total de vitamina C ao longo da gestação, especialmente nos segundo e terceiro trimestres, em comparação com mulheres não grávidas.

Uma diminuição na concentração de vitamina C durante a gravidez sugere que o nutriente pode estar sendo utilizado para neutralizar o excesso de espécies reativas de oxigênio e manter a homeostase do organismo. 

Portanto, a suplementação de vitamina C durante esse período foi recomendada para elevar esses níveis reduzidos no corpo. Isso pode ajudar a prevenir complicações, como baixo peso ao nascer, parto prematuro e pré-eclâmpsia, todas associadas a níveis sub-ótimos dessa vitamina durante a gestação, de acordo com o estudo.

Qual a dose de vitamina C recomendada para mulher grávida?

De acordo com as diretrizes do Ministério da Saúde, a dose recomendada de vitamina C para gestantes é de 55 mg por dia. No entanto, algumas mulheres podem necessitar de uma dose ligeiramente maior, especialmente aquelas que fumam ou não absorvem direito o nutriente.

Para lactantes, a recomendação é de cerca de 70 mg por dia. É importante ressaltar que essas dosagens são apenas orientações gerais e que cada gestante deve consultar seu médico para determinar quanto devem consumir com base em suas necessidades individuais e condições de saúde. 

O acompanhamento pré-natal é crucial para receber orientações personalizadas sobre a ingestão de vitamina C durante a gravidez e o período de amamentação.

Benefícios da vitamina C na gravidez

Antes de tudo, é importante ressaltar que, embora a vitamina C seja fundamental para a saúde durante a gravidez, o consumo excessivo não traz benefícios adicionais. Entretanto, garantir a dosagem diária adequada é essencial para prevenir complicações, como:

  • baixo peso ao nascer;
  • parto prematuro;
  • pré-eclâmpsia.

Essas foram as conclusões do estudo “Concentração total de vitamina C na gestante: implicações para uma gestação saudável”.

Além disso, a vitamina C tem a função de auxiliar no(a):

  • absorção de ferro dos alimento;
  • proteção dos danos causados pelos radicais livres (por ser um antioxidante);
  • funcionamento do sistema imune;
  • formação do colágeno;
  • regeneração da forma reduzida da vitamina E;
  • metabolismo energético;
  • metabolismo de proteínas e gorduras.

Aproveite e veja também

Há riscos do excesso de vitamina C para a mãe ou o bebê?

Há preocupações sobre os potenciais riscos associados ao consumo excessivo de vitamina C para a mãe e o bebê durante a gravidez. O excesso desse nutriente pode levar a um efeito pró-oxidante em vez de antioxidante.

Isso ocorre porque, ao aumentarmos certos mecanismos de defesa, podemos sobrecarregar outros, o que pode ser problemático tanto para gestantes quanto para lactantes, assim como para a população em geral.

É importante para as mulheres grávidas e lactantes evitarem o consumo excessivo de vitamina C e garantir uma ingestão equilibrada, conforme recomendado pelo seu médico. “Ah, mas estou grávida e gripada, posso tomar vitamina C?” A orientação segue a mesma.

Melhora da microbiota intestinal

Fontes de vitamina C

A vitamina C é encontrada em uma variedade de alimentos naturais, possibilitando a ingestão adequada desse nutriente apenas através da alimentação. 

Abaixo estão algumas das principais fontes de vitamina C, juntamente com a quantidade média encontrada em 100 gramas do alimento (parte comestível):

  • brócolis - 122 mg;
  • couve (crua) - 108 mg; 
  • couve (cozida) - 46 mg;
  • pimentão amarelo - 127 mg;
  • caju - 200 mg;
  • goiaba - 228 mg;
  • mamão - 61 mg;
  • manga - 43 mg;
  • acerola - 1.800 mg;
  • kiwi - 91 mg;
  • laranja - 55 mg
  • suco de limão puro - 79 mg em 100 ml;
  • morango - 60 mg;
  • abacaxi - 50 mg
  • salsa - 183 mg
  • tangerina - 45 mg

Incluir esses alimentos na dieta diária pode ajudar a garantir uma ingestão suficiente de vitamina C, contribuindo para a saúde tanto da mãe quanto do bebê durante a gestação.

Conteúdo escrito pela nutricionista Suelen Santos da Costa, CRN10 7816. Suelen é graduada pela Universidade Federal de Pelotas e possui Pós-Graduação em Nutrição Clínica Funcional pela VP Centro de Nutrição Funcional.

Você ganhou um super presente!

Olá, tudo bem? Seja bem-vindo(a) ao nosso oceano de superalimentos.

Você recebeu o convite de um amigo(a) para nutrir o seu corpo com os melhores ativos dos oceanos e da Terra.

Por isso, você ganhou R$50,00 de desconto no seu primeiro pedido.

Basta escolher os seus produtos e ver o seu desconto na etapa de pagamento. Qualquer dúvida fale com a nossa equipe através do chat.