Carregando...

Taurina: o que é, para que serve e seus benefícios

Você já deve ter visto a taurina na lista de ingredientes de bebidas energéticas, mas talvez não saiba exatamente o que é taurina. A taurina nada mais é do que um aminoácido não essencial que desempenha funções vitais no organismo como apoio ao sistema imune e regulação da pressão arterial. Ela é adicionada em suplementos esportivos como Pré Treino, bebidas e até em fórmulas para crianças. Mas então, para que serve a taurina exatamente?

Descubra a seguir o que é, para que serve e os benefícios desse aminoácido para o corpo.

O que é taurina e para que serve?

A taurina é um tipo de aminoácido não essencial, ou seja, que o corpo é capaz de produzir por conta própria. Apesar de ser produzida internamente, a taurina é encontrada naturalmente em alimentos como carne, peixes e leite.

Existem duas formas de taurina e muitas pessoas têm dúvidas sobre qual é a diferença entre a l-taurina e a taurina. A l-taurina é a forma biologicamente ativa desse aminoácido produzida pelo organismo e encontrada em alguns alimentos. Já a taurina, é a forma sintética do aminoácido produzida por meio de processos industriais. A taurina sintética é frequentemente adicionada em suplementos e bebidas energéticas.

Mas afinal, para que serve a taurina? Esse aminoácido desempenha diversas funções no corpo, incluindo:

  • apoio ao sistema nervoso;
  • regulação da pressão arterial;
  • suporte a digestão de gorduras;
  • proteção do músculo cardíaco;
  • apoio ao sistema imunológico;
  • auxílio à saúde ocular.

Sua multifuncionalidade e importância para a saúde tornam a taurina um elemento importante para o equilíbrio das funções do organismo.

A origem e a utilização da taurina

Por se tratar de um aminoácido, muitas pessoas se perguntam de onde a taurina é extraída. Lembrando que o próprio corpo produz uma certa quantidade de taurina e não há como extrair esse aminoácido corpo. Nas fontes alimentares, a taurina é encontrada em produtos de origem animal como carne, ovos, peixes e laticínios. Esse tipo de taurina também não pode ser extraída dos alimentos de forma isolada.

Já a forma sintética da taurina, é produzida através de processos químicos industriais a partir de precursores como o ácido sulfônico e o etileno. Esse tipo de taurina é usada para produção em larga escala de suplementos, adição em bebidas energéticas, cápsulas e pós. A taurina é geralmente adicionada a esses produtos com o intuito de fornecer os benefícios associados a esse aminoácido.

É importante saber que a taurina sintética é considerada segura quando produzida de acordo com as normas regulatórias e utilizada conforme as instruções.

Principais benefícios da taurina

Há diversas utilidades e efeitos da taurina no organismo humano. Estudos têm mostrado que a suplementação de taurina pode ser útil tanto no desempenho em exercícios físicos quanto em patologias associadas a defeitos mitocondriais, como envelhecimento, síndrome metabólica, câncer, doenças cardiovasculares e distúrbios neurológicos.

Os principais benefícios da taurina incluem:

Proteção das mitocôndrias

As mitocôndrias são as organelas responsáveis pela geração de energia dentro das células e, disfunções nessa organela podem resultar em diversos problemas de saúde. Há uma ampla gama de estudos que descrevem os papéis protetores da taurina na manutenção da saúde das mitocôndrias. 

Melhora do desempenho físico

A taurina é vista como um suplemento ergogênico que melhora o desempenho físico devido ao seu papel em uma variedade de funções fisiológicas, incluindo o metabolismo energético e o estresse oxidativo e a regulação da inflamação. Estudos diversos mostram que a suplementação de taurina pode contribuir positivamente para a resistência em exercícios aeróbicos, exercícios de força e também na recuperação muscular. 

Benefícios cardiovasculares

Em pessoas com problemas no coração, a produção de ATP fica prejudicada, o que afeta o funcionamento do coração. Nesse sentido, estudos mostram que a taurina pode ajudar na restauração da produção de energia do músculo cardíaco, tornando-o mais forte e eficiente. Isso é especialmente relevante para pessoas com insuficiência cardiovascular.

Redução das complicações do diabetes tipo II

Diversos estudos revelam que a suplementação de taurina entre pacientes com diabetes mellitus tipo II promove uma redução do estresse oxidativo e da inflamação, bem como redução das complicações diabéticas, como nefropatia, retinopatia e neuropatia.

Melhora do perfil lipídico

Efeitos terapêuticos promissores da taurina no perfil lipídico têm sido relatados em pacientes obesos. Segundo um estudo, mulheres obesas suplementadas com taurina tiveram uma diminuição significativa nos marcadores pró-inflamatórios e no marcador de peroxidação lipídica.

Auxílio em distúrbios neurológicos

A eficácia clínica da taurina em distúrbios do neurodesenvolvimento foi relatada em diversos estudos. Conforme um desses estudos, a suplementação de taurina em crianças com autismo geraram melhora significativa nos déficits sociais.

Os benefícios da taurina para os mais diversos aspectos de saúde tornam a taurina um componente valioso para a manutenção da longevidade e qualidade de vida. Dito isso, dá até vontade de tomar taurina todos os dias, não é? 

Veja a seguir como tomar taurina de forma segura.

Considerações sobre a suplementação com taurina

Suplementar taurina pode ser útil e benéfico para pessoas que desejam melhorar o desempenho físico ou a saúde cardíaca. O ideal é consultar um nutricionista ou médico especialista para saber ao certo. 

Estudos já relataram que o consumo de suplementos com taurina em cápsulas pode ser mais eficiente se consumido pela manhã ou à tarde, de 10 a 15 minutos a 2 horas antes do exercício. A dosagem recomendada varia, mas geralmente fica na faixa de 500 a 2000 miligramas por dia. 

Taurina e cafeína combinam quando a intenção é aumentar a energia e disposição. Por isso que a taurina é frequentemente adicionada em bebidas energéticas que contém cafeína ou em suplementos pré treino.

Em relação à segurança, há poucos relatos sobre os efeitos colaterais da taurina. Ela é geralmente considerada segura em doses moderadas, mas o consumo excessivo pode levar a efeitos colaterais gastrointestinais.

Pessoas com certas condições médicas, como epilepsia, distúrbios de ansiedade ou problemas renais, devem evitar a suplementação de taurina sem orientação médica. Além disso, grávidas e lactantes devem consultar um profissional de saúde antes de consumir suplementos com taurina.

Seja no suporte à saúde cardiovascular, na melhoria do desempenho físico ou em outras funções essenciais, a taurina pode ser um aliado valioso. Como sempre, é essencial seguir as recomendações do profissional de saúde para um uso seguro e eficaz da taurina.

Referências

Texto escrito por Rafaela Galvão, graduada em Publicidade e Propaganda pela ESPM-SUL e também em Nutrição pela UNISUL. Desde 2016 trabalha em projetos de comunicação direcionados para a área da saúde.

Aproveite e veja também

Você ganhou um super presente!

Olá, tudo bem? Seja bem-vindo(a) ao nosso oceano de superalimentos.

Você recebeu o convite de um amigo(a) para nutrir o seu corpo com os melhores ativos dos oceanos e da Terra.

Por isso, você ganhou R$50,00 de desconto no seu primeiro pedido.

Basta escolher os seus produtos e ver o seu desconto na etapa de pagamento. Qualquer dúvida fale com a nossa equipe através do chat.