Carregando...

Obstipação: entenda o que é e qual o tratamento adequado.

A obstipação é um problema gastrointestinal que afeta negativamente a qualidade de vida de quase 20% da população mundial e, por incrível que pareça, nem sempre está associada a uma doença do trato gastrointestinal. Na verdade, esse problema está principalmente associado ao sedentarismo, à redução das interações sociais e complicações de saúde mental. 

Se você apresenta tal distúrbio, é importante compreender quais as possíveis causas, tratamentos e como prevenir esse quadro. Saiba mais sobre obstipação neste artigo!

O que é obstipação?

O termo obstipação é utilizado para referir-se à quadros de fezes ressecadas, com sua passagem dificultada, evacuações pouco frequentes e, geralmente, acompanhadas de dor. Também pode levar à inchaço e cólicas na região abdominal, devido ao acúmulo de fezes no local. 

Popularmente conhecida como “prisão de ventre” ou “intestino preso”, a obstipação intestinal é considerada um sintoma e não uma doença específica. Ela pode estar associada a diversas causas e, portanto, necessitando de uma investigação para o diagnóstico correto.

Quais as causas da obstipação?

A maior parte dos quadros de obstipação intestinal não apresenta como base nenhuma doença ou condição específica de saúde, sendo classificada como obstipação primária ou essencial. Nesses casos, a causa mais frequente é um padrão alimentar pobre em fibras, rica em farináceos, refinados e gorduras - associada à baixa ingestão hídrica e ao sedentarismo ou baixo nível de exercícios físicos.

Além dessas causas, também é possível encontrar associação entre a obstipação intestinal e quadros de ansiedade, depressão, estresse ou quaisquer mudanças que gerem alterações psicológicas. Viagens ou uma reunião importante, são exemplos de situações que podem causar mudanças na motilidade intestinal. 

Outro fator importante que pode acometer o intestino, ocasionando obstipação, é o uso de medicamentos que possuam esse efeito colateral - para saber se é o seu caso, leia a bula das medicações que está fazendo uso. Ademais, condições fisiológicas como gravidez e idade também demonstram aumentar o risco de obstipação.

Por outro lado, apesar de menos frequente, a obstipação pode ser um sintoma de doenças inflamatórias intestinais como a Síndrome do Intestino Irritável (SII), alergias e intolerâncias alimentares.

Sintomas da Obstipação Intestinal

Os sintomas envolvidos podem ser mais ou menos intensos, de acordo a gravidade do quadro. Os mais comuns são:

  • dificuldade de evacuar;
  • redução no número de evacuações (menos de 3 por semana);
  • fezes endurecidas;
  • sensação de esvaziamento incompleto;
  • esforço evacuatório excessivo;
  • inchaço e cólicas abdominais;
  • dor e sangramento na região anal;
  • inapetência.

Caso os quadros de obstipação sejam frequentes e associados a outros sintomas gastrointestinais, é importante que seja feita a investigação médica para poder indicar o tratamento correto, de acordo com as causas associadas.

Aproveite e veja também

O que fazer em caso de obstipação intestinal?

O tratamento para a obstipação deve ser escolhido conforme a causa. No caso de apresentar doenças de base, como a DII, é importante que o quadro seja acompanhado por uma equipe profissional qualificada, que indicará o melhor a ser feito. 

Em termos gerais, o tratamento é comumente baseado em mudanças no estilo de vida. Isso inclui prática de exercícios físicos, ingestão hídrica adequada e melhora na qualidade alimentar.

No contexto da alimentação, as fibras são protagonistas! O aumento da ingestão de fibras auxilia o funcionamento intestinal e pode ser feito por meio de alimentos como vegetais, frutas e cereais integrais. Caso o indivíduo tenha dificuldade de atingir as recomendações exigidas (em torno de 25 gramas por dia), há a opção de consumir suplementos de fibras.

Outra forma bastante recorrente de tratar casos mais severos de obstipação intestinal é por meio de medicamentos, como agentes lubrificantes, laxantes osmóticos ou irritativos. Porém, é importante que tais métodos sejam realizados com indicação e acompanhamento médico, visto que o uso abusivo de laxantes é extremamente prejudicial à saúde. Em últimos casos, quando os tratamentos menos invasivos não apresentam melhoras, intervenções cirúrgicas podem ser usadas a fim de evitar congestionamento e, até, rompimento do tecido intestinal.

Como prevenir a obstipação?

A melhor forma de prevenir a obstipação é por meio de uma rotina saudável. Incluir fontes de fibras, através da alimentação ou com auxílio de suplementação, associada ao consumo de água, é a medida número 1 para prevenção. Ademais, ter uma vida ativa e cuidar da saúde mental, são práticas extremamente importantes para a integridade da saúde intestinal.

Referências

Você ganhou um super presente!

Olá, tudo bem? Seja bem-vindo(a) ao nosso oceano de superalimentos.

Você recebeu o convite de um amigo(a) para nutrir o seu corpo com os melhores ativos dos oceanos e da Terra.

Por isso, você ganhou R$50,00 de desconto no seu primeiro pedido.

Basta escolher os seus produtos e ver o seu desconto na etapa de pagamento. Qualquer dúvida fale com a nossa equipe através do chat.