Carregando...

Envelhecimento precoce: causas, sinais e como se prevenir

Rugas, marcas de expressão, manchas na pele, cabelos brancos e flacidez, são fatores que se intensificam no decorrer do envelhecimento de qualquer pessoa. Mesmo sendo um processo natural do envelhecimento, é comum que esses atributos incomodem e muitos acabam buscando tratamentos estéticos para prevenir e suavizar esses traços.

Ainda há alguns casos em que esses traços aparecem mais cedo do que o comum. Esse é o chamado envelhecimento precoce. Nesse contexto, convenhamos: ninguém quer envelhecer antes do tempo.

Confira abaixo quais as causas, sinais e como reverter o envelhecimento precoce.

O que é envelhecimento precoce?

O envelhecimento é um processo contínuo e gradual de alterações fisiológicas que acontecem com o passar dos anos, especialmente a partir da vida adulta. O corpo é como uma máquina, com o tempo e uso,  vai se desgastando e apresentando mudanças na sua estrutura e funcionamento, ou seja, vai envelhecendo.

Dado como um processo orgânico e pertinente à vida, o envelhecimento é um destino comum a todos. Porém, algumas pessoas acabam por vivenciar essa experiência mais cedo do que o comum, o chamado envelhecimento precoce.

O envelhecimento precoce procede, geralmente, de maus hábitos de vida, que antecedem o processo de desgaste do organismo. Fatores externos antecipam a programação genética para o envelhecimento precoce.

Esse desgaste acelerado pode ser visto na pele, nos cabelos, no funcionamento do corpo e, até, no aparecimento de patologias relacionadas à fase idosa, como sarcopenia, artrose e osteopenia.

O que causa o envelhecimento precoce

São diversas as causas que levam ao envelhecimento precoce, confira algumas:

1. Exposição solar sem proteção

A exposição aos raios solares sem a devida proteção e por tempo prolongado, é o principal fator de risco para o envelhecimento precoce da pele, além de poder levar ao câncer de pele.

Os raios UV atravessam o tecido cutâneo (primeira camada de pele, que fica em contato direto com o ambiente), reduzindo a quantidade de hidratação e inibindo a formação da elastina e das fibras de colágeno (proteína estrutural responsável por manter a pele firme).

Esse cenário contribui para a formação de rugas, linhas de expressão e melasma (manchas na pele), provocando o envelhecimento precoce.

É importante lembrar que os raios UV não afetam a pele apenas nos dias de sol, eles podem causar danos em dias nublados, chuvosos e em ambientes fechados com luz artificial, portanto a proteção é indispensável.

2. Desidratação

A falta de água pode afetar não apenas a pele, mas todo o funcionamento do organismo. Sendo responsável por diversas reações bioquímicas do corpo, a água é um elemento fundamental na saúde e prevenção do envelhecimento precoce.

Não ingerir a quantidade diária suficiente de água leva à desidratação e enfraquecimento dos cabelos, unhas e pele, dando ao corpo um aspecto envelhecido.

3. Tabagismo

Devido à presença de compostos oxidantes e prejudiciais à saúde, o hábito de fumar é extremamente prejudicial à saúde e um dos maiores fatores de risco do envelhecimento precoce.

Seu caráter inflamatório prejudica todo o corpo, trazendo um aspecto envelhecido, especialmente na pele e cabelos. Isso porque o tabagismo interfere negativamente na renovação celular, na elasticidade, hidratação e resistência da pele, unhas e cabelos. 

Ademais, fumar acelera o processo de envelhecimento de todos os órgãos e tecidos do corpo, trazendo prejuízos irreversíveis à saúde.

4. Altos níveis de estresse

Se estressar envelhece. O estresse pode levar à queda da imunidade e maior susceptibilidade à produção de radicais livres, que são compostos que aumentam o grau de inflamação do organismo. 

5. Excesso de atividade física

Nada em excesso faz bem. A inatividade física é extremamente prejudicial à saúde, sendo um dos principais fatores de risco ao desenvolvimento de doenças crônicas. Porém, o alto volume de exercícios físicos também não é interessante à saúde do corpo.

Mesmo sendo extremamente benéfica, a atividade física promove pequenas lesões musculares esperadas, que aumentam o estresse oxidativo e o nível de inflamação do corpo. Caso haja uma boa recuperação no processo, o corpo só terá benefícios com a prática de exercícios. Porém, caso eles sejam realizados em excesso, isso também pode acelerar o processo de envelhecimento precoce.

Sinais do envelhecimento precoce

Estes são os principais sinais do envelhecimento precoce:

  • rugas e marcas de expressão;
  • manchas na pele;
  • ressecamento da pele e cabelo;
  • cabelo quebradiço;
  • aparecimento de cabelos brancos;
  • unhas fracas e quebradiças;
  • flacidez no corpo e rosto.

Aproveite e veja também

Como evitar o envelhecimento precoce

1. Uso de protetor solar

A proteção contra os raios UV é um dos meios mais eficientes de prevenir o aparecimento de manchas e rugas, evitando o envelhecimento precoce da pele.

Invista em bons protetores solares para o rosto e corpo, especialmente nas áreas que ficam expostas no dia a dia. Lembre-se que é necessário repassar o protetor ao longo do dia, para manter sua eficiência.

Converse com seu dermatologista para saber qual a melhor opção de protetor solar para você.

2. Hidratação

Para evitar o envelhecimento precoce, beba, no mínimo, 35 ml de água para cada 1 kg de peso que você tem. Por exemplo, uma pessoa de 70 kg precisa consumir cerca de 2,5 litros de água todos os dias.

Lembrando que, caso você realize atividades físicas que provoquem muito suor, ou passe muito tempo no sol, você deverá aumentar a quantidade de água ingerida.

3. Alimentação saudável

Uma alimentação rica em nutrientes, compostos bioativos e antioxidantes é extremamente benéfica e eficiente contra o envelhecimento precoce. Aposte em alimentos coloridos, naturais e ricos em água, que também servirão para hidratar seu corpo - como: vegetais, legumes, cereais integrais e frutas.

Outro grupo alimentar importante no combate ao envelhecimento precoce é a proteína. Devido ao seu papel de “construtora” das estruturas do corpo, o consumo adequado de proteína auxilia na formação e manutenção saudável da pele, cabelo, unhas e musculatura.

4. Suplementação

Dois suplementos ganham atenção especial quando falamos sobre envelhecimento precoce. 

O primeiro é o colágeno, uma proteína estrutural importantíssima na formação e elasticidade da pele. Um estudo de revisão, que analisou 25 artigos e periódicos publicados, encontrou evidências claras de que a suplementação de colágeno atua na prevenção do envelhecimento da pele.

Outro suplemento riquíssimo em benefícios para o envelhecimento precoce, é o Cranberry. Devido às substâncias anti inflamatórias e antioxidantes presentes na sua composição, o Cranberry se destaca na prevenção contra o envelhecimento precoce. 

Um estudo demonstrou a efetividade do uso do Cranberry na proteção da pele através da ação antioxidante dos polifenóis, presentes na fruta. Os achados trazem que os polifenóis presentes no Cranberry podem absorver os raios UVB, contribuindo para a redução do estresse oxidativo, da inflamação e dos efeitos prejudiciais da exposição do sol que contribuem para o envelhecimento precoce.

5. Sono de qualidade

A privação de sono também é um fator desencadeador do envelhecimento precoce. Isso acontece porque o sono de qualidade auxilia na recuperação de danos causados ao corpo no dia a dia, como contato com a poluição, radicais livres gerados na atividade física, consumo de toxinas, entre outros.

Ter uma rotina noturna que prepare para a noite de sono e estipular entre 6 a 8 horas diárias para dormir, são bons hábitos na prevenção do envelhecimento precoce. 

O envelhecimento precoce é reflexo de maus hábitos de vida e pode ser prevenido por meio de uma rotina saudável e cuidados com o corpo, tais como uso de fator de proteção, hidratação e alimentação saudável. De nada adianta recorrer a procedimentos estéticos mais tarde se o básico não está sendo feito desde cedo.

Artigo escrito por Joana Mazzochi, formada em Administração Empresarial pela UDESC e em Nutrição pela UNIVALI (CRN-10/10934). Além de produzir conteúdo sobre nutrição e saúde, atende pacientes que desejam melhorar a relação com a alimentação.

Conteúdo revisado por Rafaela Galvão, graduada em Publicidade e Propaganda pela ESPM-SUL e também em Nutrição pela UNISUL. Desde 2016 trabalha em projetos de comunicação direcionados para a área da saúde.

Você ganhou um super presente!

Olá, tudo bem? Seja bem-vindo(a) ao nosso oceano de superalimentos.

Você recebeu o convite de um amigo(a) para nutrir o seu corpo com os melhores ativos dos oceanos e da Terra.

Por isso, você ganhou R$50,00 de desconto no seu primeiro pedido.

Basta escolher os seus produtos e ver o seu desconto na etapa de pagamento. Qualquer dúvida fale com a nossa equipe através do chat.