Carregando...

Artrite reumatoide: o que é, sintomas e a forma de tratamento

A artrite reumatoide é uma condição crônica, autoimune e responsável por causar dores e rigidez em algumas articulações. Ela é considerada potencialmente perigosa, pois seus danos podem ir muito além da clássica dor nas articulações.

As consequências da artrite reumatoide variam desde as deformações nos dedos das mãos, até danos emocionais pelo desgaste da mobilidade. Conhecer a artrite reumatoide é essencial, afinal, seus sintomas são facilmente confundidos com outras lesões.

Por isso é importante conhecer o que é a artrite reumatóide, seus principais sintomas e tratamentos. Que tal investir na saúde das suas articulações? Saiba mais sobre essa condição a seguir!

O que é artrite reumatoide e o que causa?

A artrite reumatoide pode ser definida como uma enfermidade que afeta as juntas - mais especificamente as membranas sinoviais. As membranas sinoviais estão presentes nas articulações para proteger e fornecer amortecimento.

O processo inflamatório que caracteriza a artrite reumatoide é de origem desconhecida, mas se sabe que trata-se de uma enfermidade autoimune. Ou seja, em que o próprio sistema imunológico “ataca” o organismo, e inicia um processo inflamatório.

E é justamente esse processo que causa os sintomas de artrite reumatoide, sintomas estes que se não tratados, podem evoluir para quadros mais graves. A artrite reumatoide atinge alguns pontos específicos do corpo e, as principais partes atingidas são:

  • mãos;
  • pés;
  • joelhos;
  • tornozelos.

É essencial procurar um médico para fazer o diagnóstico o mais cedo possível.

Quais os sintomas?

Os sintomas da artrite reumatoide são bastante claros e definidos. Os principais são:

  • dor e inchaço nos dedos, juntas, joelhos, tornozelos e pés;
  • rigidez nas mãos, dedos e demais juntas, especialmente pela manhã;
  • dificuldade para movimentar os dedos;
  • febre leve;
  • fadiga e cansaço;
  • perda de peso e apetite;
  • nódulos nos dedos e áreas afetadas.

Ao surgirem um ou mais desses sintomas, é necessário procurar um clínico geral ou um médico reumatologista.

O que piora?

Existem alguns fatores que podem piorar os sintomas da artrite e, a maioria está relacionada ao estilo de vida. Os hábitos alimentares, por exemplo, são um desses fatores que podem melhorar ou piorar um quadro de artrite reumatoide.

Uma dieta com excesso de sódio, gordura saturada, açúcar e bebidas alcoólicas podem piorar os sintomas. No entanto, há outros fatores do estilo de vida que impactam negativamente, como:

  • sono desregulado;
  • estresse;
  • tabagismo;
  • sedentarismo;
  • excesso de peso.

Aproveite e veja também

Exames para diagnóstico de artrite reumatoide

Como qualquer outra condição de saúde, existem exames que levam ao diagnóstico. No caso da artrite reumatoide, os exames podem ser:

  • exame de sangue, com o objetivo de detectar um anticorpo chamado de “fator reumatoide”;
  • exames físicos no momento da consulta;
  • análise do histórico médico e familiar do paciente;
  • exames de imagem.

Essas são ferramentas essenciais para pautar os caminhos do tratamento.

Tratamento de artrite reumatoide

Até o momento, as causas exatas da artrite reumatoide são desconhecidas pela ciência. O que se sabe, é que é uma enfermidade inflamatória autoimune. Portanto, para quem se pergunta se artrite reumatoide tem cura, infelizmente a resposta é não. Mas há como controlar os sintomas. 

Os recursos terapêuticos para artrite reumatoide são tão eficientes que quem sofre com a condição vive uma vida normal. No tratamento são utilizados corticoides, fármacos que combatem a inflamação, determinados exercícios de fisioterapia e repouso.

Adotar hábitos mais saudáveis também é fundamental para o tratamento, portanto a mudança do estilo de vida é bastante necessária. Nesse contexto, uma dieta individualizada que conta com nutrientes específicos, pode fazer toda diferença.

Estudos científicos relatam que nutrientes com potencial antioxidante e antiinflamatório podem auxiliar o tratamento da artrite. A vitamina D, ômega-3, vitamina C, astaxantina e curcumina são alguns exemplos. Por isso a escolha dos nutrientes para compor o ArtiMax seguiu o rigoroso critério de incluir apenas nutrientes com potencial para combater a inflamação e os radicais livres. O ArtiMax é composto por:

  • magnésio;
  • vitamina C;
  • vitamina D3;
  • vitamina K2;
  • manganês;
  • astaxantina;
  • cúrcuma;
  • ácido hialurônico.

Segundo um estudo, a cúrcuma, por exemplo, apresenta um grande potencial de tratamento para a artrite. Seu potencial foi inclusive comparado ao paracetamol, um fármaco clássico aplicado em inúmeros tratamentos.

Seguir o tratamento prescrito pelo médico, bem como incluir nutrientes que podem auxiliar no controle dos sintomas, pode ser a chave para quem sofre com a artrite reumatoide. Importante ressaltar que esses cuidados são para a vida toda.

Você ganhou um super presente!

Olá, tudo bem? Seja bem-vindo(a) ao nosso oceano de superalimentos.

Você recebeu o convite de um amigo(a) para nutrir o seu corpo com os melhores ativos dos oceanos e da Terra.

Por isso, você ganhou R$50,00 de desconto no seu primeiro pedido.

Basta escolher os seus produtos e ver o seu desconto na etapa de pagamento. Qualquer dúvida fale com a nossa equipe através do chat.